Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

PACTO PELA PAZ

PACTO PELA PAZ

quinta-feira, 30 de abril de 2009

O RECONHECIMENTO PELA FIDELIDADE


O ex-senador e ex-prefeito de Coelho Neto de 2005 a 2008, Dr. Magno Bacelar, atendendo um chamado da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, esteve hoje (30/04/09), por volta das 10:00h, reunido com ela (Roseana Sarney). Não sabemos com precisão o local da audiência, só sabemos que foi provocada pela própria Roseana Sarney que tem uma admiração muito grande pela pessoa de Magno Bacelar.
Magno Bacelar era prefeito em Coelho Neto em 2006 e apoiou Rseana Sarney no 1º e 2º turno, inclusive obtendo a maioria absoluta dos votos para a sua candidata a governadora Roseana Sarney, sendo perseguido de várias formas pelo governador Jackson Lago; perseguição essa que comprometeu a sua reeleição como prefeito em Coelho Neto.

MÁRCIA BACELAR NO CRIVO DA CÂMARA


A ex-prefeita de Coelho Neto, Drª. Márcia Bacelar esteve hoje (30/04/09) no prédio da câmara municipal de Coelho Neto e se reuniu com os vereadores: Toinho da Emater, Lú, Raimundão, Antonio Pires e Val no gabinete do vereador Raimundão.
Segundo Márcia Bacelar, esta reunião foi no sentido de mostrar para os vereadores que os erros das suas prestações de contas são documentais (contábeis) e erros de licitações não se trata de desvio de dinheiro, mas mesmo assim eu não fujo de minha responsabilidade. Estou aqui na câmara conscientizando os vereadores disso que eu estou lhe dizendo. As contas são minhas e eu é que tenho que me esforçar e conduzir o meu destino político, afirma Márcia Bacelar.
As contas de Drª. Márcia foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado e já está há vários dias na Câmara Municipal de Coelho Neto para análise e apreciação do legislativo. Sendo aprovada, Drª. Márcia Bacelar segue com seus projetos políticos, inclusive para o próximo ano. Se não for aprovada, Márcia Bacelar terá seus direitos políticos cassados por um bom tempo.
Drª. Márcia Bacelar falou do seu trabalho que vem desenvolvendo com as mulheres dos deputados estaduais com os desabrigados com remédios, colchões, cestas básicas nas cidades de Trizidela do Vale, Pedreiras e São Luís Gonzaga e disse que não quer que Coelho Neto sofra com estes problemas, mas se infelizmente nossa cidade registrar gente desabrigada, estarei à disposição, disse Márcia Bacelar.Perguntada pelo titular desse blog como está sua posição no governo de Roseana Sarney , Márcia respondeu: Estive com Sarney Filho e o meu esposo deputado Bacelar em um almoço e Sarney Filho me propôs para mim ser a Secretária Adjunta de Mulheres, mas não conversamos com a governadora Roseana Sarney, mas não dei a resposta ainda, concluiu Márcia Bacelar.

ROSEANA E COELHO NETO, COELHO NETO E ROSEANA


O Maranhão passou a ser governado mais uma vez pela família Sarney e seus aliados.
Roseana governadora, João Alberto vice-governador. João Alberto é um aliado histórico dos Sarney, embora nas duas últimas eleições tenha tido pequenas divergências entre João e o grupo por causa de eleições em Bacabal, mas nada comprometedor e Roseana Sarney por ser tida como agregadora, apagou o incêndio.
Roseana Sarney, na maioria dos municípios maranhenses, fez alianças políticas que sempre estiveram acima dos embates municipais no decorrer dos seus dois mandatos. Mas para muitos, o grande articulador político destas célebres alianças e o experiente senador José Sarney. Para aqueles que acreditam que é José Sarney o grande articulador, iremos voltar na história para tirarmos uma conclusão. Mesmo que não seja José Sarney que esteja fazendo agora, mas ensinou para a filha.
No segundo turno das eleições estaduais de 1994, quando Roseana Sarney foi candidata a governadora pela primeira vez e corria um grande risco de perder a eleição para o Cafeteira e o grupo de Sarney em Coelho Neto estava saturado, que era a então prefeita Lúcia Bastos e seu esposo, o ex-prefeito Guanabara e uma “penca” de vereadores desgastados com o maldito empréstimo da Caixa Econômica em um grupo político, que nem o vice-prefeito Antonio Cruz estava, foi uma decepção a votação do deputado federal César Bandeira, do deputado estadual Tatá Milhomem e de Roseana Sarney em Coelho Neto no primeiro turno.
Na época, as oposições de Coelho Neto tinham saído fortalecidas das eleições municipais, com a memorável campanha de Dr. Afonso Bacelar em 1992 com o slogan “A esperança do povo”. Dos vereadores que foram eleitos, dois se destacavam: Soliney Silva (que em 1994 não estava mais na oposição) e Márcia Bacelar; (que era um nome de expressão na oposição).
Das revelações como candidato a vereador se destacava, Américo de Sousa e no primeiro turno de 1994, o suplente de deputado estadual Antonio Bacelar que já era deputado há dois anos conquista o seu primeiro mandato de fato e de direito. Em Coelho Neto fez uma dobradinha com Dr. Magno Bacelar para deputado federal que foi eleito pelo PDT. Estas eram as oposições em Coelho Neto que o senador José Sarney como estadista conseguiu unir os fracos e os fortes em um só palanque na Praça Duque Bacelar. Os Bacelar e os anti-Bacelar em um grande comício que ficou na história de Coelho Neto e Roseana Sarney ganhou as eleições.
Durante todo o seu governo em Coelho Neto, Roseana Sarney sempre teve ao seu lado a maioria absoluta das lideranças locais. Agora em pleno 2009, parece não ser diferente. Magno Bacelar desde 1994 com Dr. Afonso e algumas lideranças locais continuam fiéis aliados de Roseana e do grupo Sarney.
Drª. Márcia Bacelar, que de vereadora se tornou prefeita com o esposo deputado Bacelar para sobreviverem politicamente, ficaram com José Reinaldo e em 2004 tentaram cantar e assoviar ao mesmo tempo. Como Dr. Jackson saiu vitorioso nas eleições e Bacelar já estava no PDT, ficou aliado de Jackson, mas quando a canoa furou, ele cuidou de sai antes que ela enchesse d’água.
Guanabara que serviu como cabo eleitoral para os grupos de Soliney e Márcia Bacelar em ocasiões diferentes, volta a participar da política coelhonetense de forma surpreendente. À frente do seu tempo com o seu filho Sérgio Guanabara, um jovem vice-prefeito e Secretário de Finanças da prefeitura de Coelho Neto, mas com um grande problema para resolver com a Polícia Federal.
Soliney Silva tem um histórico que não é nada leal a Roseana Sarney. Em sua primeira eleição para deputado estadual em 1998, já foi pelo PDT; o seu terceiro mandato em 2004, já foi pelo PSDB (partido historicamente oposicionista a Roseana Sarney), mas até esta última eleição, Soliney Silva teve o que faz a diferença em uma eleição: uma votação expressiva. Quem não gosta de Bacelar ou de Guanabara ou Soliney, é bom ficar calado porque do jeito que vão indo as coisas, todos estarão em um só palanque dizendo: “MUITO BEM GOVERNADORA”!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

METON SOARES: UM PASTOR, UMA RELÍQUIA DA ASSEMBLÉIA DE DEUS MARANHENSE




A HISTÓRIA DE UM MILAGRE QUE MARCOU O PIONEIRISMO DO EVANGELHO NO MARANHÃO.


Antonio Meton Soares nasceu para Cristo em 1945 na cidade de Pedro II (PI). Cearense, com 22 anos de idade, Meton Soares sai do Ceará e passa a morar no Estado do Piauí e no ano de 1950 vem embora para o Maranhão.
Como crente, o jovem Meton Soares ajudou bastante na pregação do Evangelho, evangelizando os maranhenses em 1953. Meton Soares trabalhou no seu primeiro campo, a então Água Branca, aonde hoje é a cidade de Vitorino Freire. Segundo Meton, naquela época, primeiro o candidato a pastor era autorizado com 03 anos era consagrado a evangelista e depois com uns 03 ou 04 anos era ordenado a pastor. Como seu primeiro campo foi Vitorino Freire, depois Igarapé Grande, Caxias, Andirobal dos Crentes e atualmente Pio XII, Santa Inês e Pedreiras.
O pastor Meton Soares lembra que quando esteve em Santa Inês pela primeira vez foi de 1963 a 1970, retornando para a cidade de Santa Inês em 1990. Com 18 anos em Santa Inês, Meton diz: “Sairei daqui só o corpo para o cemitério São Benedito e a alma para o céu de glória”.
Nos anos 90, Meton Soares chegou a assumir a presidência da CEADEMA (Convenção Estadual das Assembléias de Deus do Estado do Maranhão) quando o presidente, o saudoso pastor Estevam Ângelo de Sousa faleceu. Meton era o vice assumindo dois anos. Na atualidade, Meton é o presidente de honra da Convenção. Meton Soares talvez seja o único pastor maranhense que não quer ser jubilado. “Jubilação para mim, só quando morrer”, diz ele.
Meton ficou conhecido no Maranhão como um dos pastores que mais construíram. O titular deste blog localizou o reverendo ainda em 2008, aos 86 anos no templo sede ao lado de pedreiros e carpinteiros em pleno serviço na cidade de Santa Inês. Agora é que eu tenho pouco serviço, um no Jardim Brasília e outro no Sabaque, no CAIC e estamos fazendo a reforma do templo central, concluiu o pastor Meton Soares.
O trabalho em Santa Inês está a todo vapor à disposição do veterano Meton Soares existe 07 pastores: Josué Soares seu filho, Arimatéia Roberval Nascimento, João Veloso, Edmilson e José Bili o responsável pelo campo, segundo Meton está fazendo um grande trabalho.
A igreja em Santa Inês dispõe ainda de um evangelista, o sargento Paulo Henrique.
Pedimos que Meton Soares nos contasse uma das histórias que ocorreram nos tempos difíceis de se pregar o evangelho. Ele conta a história do Miguel.
Na época que estive em Caxias, Coelho Neto e Buriti Bravo, eram campos de Caxias, tinha um carro de Caxias para Buriti Bravo de 08 em 08 dias. Eu fui um dia para Buriti Bravo e chegando lá encontrei o irmão Raimundo Colaço que morava num povoado de Buriti Bravo. Dirigi culto na casa dele e no outro dia fui com ele à cidade, encostamos em um salão de um sapateiro, testificamos de Jesus para o sapateiro de nome Miguel, ele aceitou Jesus Cristo como Salvador. Voltamos de irmão para a casa do irmão Raimundo Colaço na zona rural. No outro dia cedo, eu vim da casa do irmão Raimundo Colaço para a cidade (Buriti Bravo) para telegrafar para o pastor Estevam Ângelo em São Luís. Naquele tempo não tinha telefone. Chegando no salão do irmão Miguel, saudei com a paz do Senhor e irmão Miguel disse: “A paz do Senhor” e eu disse para ele que eu iria ao correio para telegrafar para o pastor Estevam em São Luís e ele disse: “eu vou com o senhor”. Se levantou e fomos. E saímos andando, passando uma praça tinha um touro de raça na frente comendo uns bagres de laranja. Eu desviei do touro para o outro lado e ele (Miguel) vinha conversando com um senhor, só olhando para trás. O touro estava com a cabeça baixa e ele encostou a barriga na cabeça do touro. O touro não fez nada com ele. Levantou a cabeça, mas levantou ele na ponta do chifre.
O touro era alto, soltou ele e aí o Miguel caiu em cima de umas pedras e ficou morto. Eu rapidamente entrei numa farmácia, muito agoniado, gritei o farmacêutico e ele não apareceu, mas eu vi a garrafa de mercúrio e algodão. Levei para passar na cabeça do Miguel. O farmacêutico aparecendo, colocamos Miguel em uma cadeira “preguiçosa” e levamos para a sala. Cidade pequena, o povo correu logo em cima. Muita gente.
Levamos ele na preguiçosa para a casa dele. O Miguel tinha muitos filhos. Todos chorando. Aparece um senhor e disse: “Faz tanto tempo que o Miguel mora aqui em Buriti Bravo e nunca tinha acontecido nada com ele, foi só ele passar a ser protestante, o touro matou”. E eu fiquei muito nervoso, sozinho naquela cidade. O responsável pela morte de Miguel tinha que ser e.
Chegamos na casa dele, armamos uma rede, deitamos ele “mortinho”. O povo correu para cima, chegou um dirigente da igreja cristã me dizendo que tinha o endereço de um amigo aviador em Teresina. O irmão Raimundo Colaço foi chegando e se ajoelhou perto da rede de Miguel em oração. Quando eu observei, Jesus já tinha batizado o Miguel com o Espírito Santo e o Miguel começou a falar em línguas estranhas dentro da rede. O rapaz da igreja cristã, aperreado para eu chamar o aviador e eu disse: “Não meu irmão; Jesus já mandou o aviador (Espírito Santo)”. Disse ainda: “Miguel já foi batizado com o Espírito Santo. Ele vai já levantar sadio e glorificar o nome de nosso Senhor Deus”.
Voltei para a sala, o Miguel já estava sentado falando em línguas estranhas e em português e foi chegando o delegando. Aí eu disse comigo mesmo: “Chegou para me prender” e comecei a pregar a Palavra de Deus. Muita gente ali.
Miguel levantou, falando em línguas estranhas, o sangue desapareceu da testa dele e tudo ficou limpo e eu glorificando a Deus e pregando. Fiz o apelo, dezesseis pessoas de uma só vez aceitaram a Jesus como Salvador. A família dele toda até o delegado, aí fui a ele ensinar a cantar, orar, eu li a Bíblia para eles.À noite, preguei a Palavra de Deus em frente ao salão do Miguel e mais gente aceitaram Jesus como Salvador. Criei uma congregação, batizei a todos que se manifestaram, não perguntei se eram feiticeiros ou idólatras. Não perguntei nada. Ficou ali a congregação que hoje é uma grande igreja para a honra e glória de Jesus.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

UM CODOENSE ADOTADO EM DIMENSÃO NACIONAL


Clélio Guerra Álvares Filho é pernambucano, mas há 20 anos escolheu a cidade de Codó no Maranhão para morar. É médico veterinário formado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco.
Pelo seu empenho e dedicação em Codó, Clélio Guerra foi secretário de agricultura e de obras no governo do prefeito Ricardo Archer. Por fazer um ótimo trabalho diante destas duas pastas, em 2000 foi eleito vereador; em 2004, com a legislação eleitoral, Clélio não conseguiu se reeleger, mas continuou o seu bravo trabalho de grande relevância social.
Atualmente, Clélio Guerra é presidente da Associação de Produtores de Leite do Município de Codó. Por ser um homem visionário, Clélio conseguiu várias parcerias para a comercialização do leite. Com a parceria que a associação tem firmado com o Governo Federal através do Ministério do Desenvolvimento Social e Governo do Estado do MA, o leite é distribuído pelo Programa Fome Zero para as prefeituras de Codó, Peritoró e Coroatá. Os beneficiários são crianças desnutridas, gestantes e idosos carentes.
Por estar fazendo uma boa e transparente gestão no comando da Associação de Produtores de Leite de Codó, Clélio recebeu das mãos do ministro de Estado do Desenvolvimento social, Patrus Ananias, aos olhares do presidente Lula e demais autoridades de dimensão nacional, o prêmio “Josué de Castro”, apenas 16 entidades em todo o Brasil receberam o prêmio: 11 prefeituras, 03 governos de Estado e 02 entidades da sociedade civil, uma ONG pernambucana que está fazendo 1 milhão de cisternas no semi-árido e a APLEC de Codó. José de Castro foi um médico pernambucano que primeiro levantou questionamentos sobre desigualdade social no Brasil, e no seu centenário de nascimento em novembro do ano passado (2008).
O Governo Federal instituiu esse prêmio com seu nome e é dado por boas práticas em gestão e segurança alimentar. Posteriormente, o CONSEA – Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do MA também homenageou Clélio Guerra pelo bom trabalho. No último dia 16 de abril de 2009. A câmara municipal de Codó lhe concedeu o título de honra ao mérito por estas e outras ações. Em outra oportunidade anterior, a câmara de Codó lhe concedeu o título de Cidadão Codoense.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

COELHO NETO SE DESPEDE DE SITÔNIO


Faleceu hoje (17/04/2009), vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), às sete horas da manhã, na cidade de Teresina - PI o ex-vereador Antonio Costa, mais conhecido como "Sitônio".

Segundo informações de familiares, "Sitônio" já havia sofrido crises da doença, mas quinta-feira santa (09/04/2009) voltou a sentir sintomas da doença com mais intensidade, sendo levado às pressas para Teresina aonde veio a falecer hoje (17/04/2009).

Sitônio foi um dos pioneiros como motorista e proprietário de caminhão em Coelho Neto. É natural de Caxias, mas escolheu Coelho Neto para viver com sua família. Foi vereador de 1977 a 1981. No campo político, como em todos os aspectos de sua vida, "Sitônio" sempre procurou a concórdia. De 1989 a 1992 no Governo do então prefeito Waltenir Lopes, "Sitônio" transportou gente por conta da prefeitura da região Santa Maria, município de Coelho Neto todas as sextas-feiras. Chegou a fazer linha com seu carro também de Coelho Neto a Codó, passando por São Francisco do Braga, Brejo do Mota, Vargem até Codó.

Atualmente trabalhava como taxista na rodoviária de Coelho Neto. No campo político, fazia parte do grupo político por um bom tempo do prefeito Soliney Silva que hoje, através do programa "De olho na notícia" da TV Difusora local, prestou suas condolências à família enlutada e falou da importância de "Sitônio" para Coelho Neto.

Seu corpo está sendo velado na Rua do Anil, Parque Amazonas. Por lá já passaram e expectativa é que passarão muito mais políticos, empresários, enfim, muitos amigos do saudoso "Sitônio". Seu sepultamento será amanhã (18/04/2009) à tarde no Cemitério São Judas Tadeu.

UMA LIDERANÇA QUE NASCEU DA CARIDADE.


O atual presidente da Cãmara Municipal de Codó, o vereador Antonio Morais Cardoso, mais conhecido como "Saruê", tem a sua história parecida com a de milhares de brasileiros.

Nasceu no povoado Limão, município de Codó; do povoado Limão Saruê saiu criança para o povoado São Domingos perto da Cacimba de Areia ainda município de Codó. Aos vinte e cinco anos de idade Saruê volta a morar no povoado Limão pela segunda vez.

A vida de Antonio Cardoso foi trabalhar de roça e foi também cortador de cana-de-açúcar nos engenhos Belém e Cocal do então Grupo Costa Pinto. Segundo Saruê, um dos cortadores de cana que trabalhou ao seu lado, foi o "Nonato da Casa Lima" que hoje é prefeito de Timbiras - MA.

Saruê, para ganhar a vida foi mototaxista noturno, verdureiro e sempre ajudando ao próximo.

Uma história do povoado Volta da Palmeira que lhe marcou bastante foi quando socorreu um senhor que ao cair de um cavalo e que passava mal, Saruê não pensou duas vezes para socorrer a vítima.

Ao retornar com o cidadão para Codó, deixou a sua cesta de verduras no povoado Volta da Palmeira, retornando no outro dia, viu que 80% das verduras estavam estragadas, mas ficou feliz porque salvou uma vida.

Em sua primeira eleição em 2000, obteve 300 votos. Em 2004, a legislação eleitoral lhe tirou a oportunidade de ser candidato. Em 2008 foi eleito a vereador com 2 126 votos e hoje é o vereador presidente da Câmara de Codó - MA.

UM VICE, UM EX-PREFEITO, UM SECRETÁRIO.


José Inácio é filho de família codoense. Iniciou a sua vida estudantil na Escola João Ribeiro em Codó e quando foi estudar o ginásio e o científico, foi para Sâo Luís, a capital do Maranhão, e no final dos anos 60 concluiu o científico em São Luís - MA e foi embora para Belo Horizonte - MG, aonde se formou em Engenharia Civil. Retornando para Codó, em 1982, começou a participar da política local, sendo candidato a prefeito de Codó pelo PMDB (legenda da qual José Inácio militou por 36 anos).

Em 1982 José Inácio não foi eleito mas adquiriu bastante experiência que devolveu a seu povo em forma de trabalho. Logo em 1988, quando foi eleito prefeito para o mandato de 1989 a 1992, de 1995 a 1997 José Inácio foi diretor do Departamento de Estradas e Rodagens no governo Roseana. De 1997 a 1999, Inácio foi diretor do Projeto de Escoamento de Habitação e Drenagem de São Luís na administração Jackson Lago.

Em 1999 veio a Codó como assessor da gerência. Depois da gerência, foi para a Secretaria de Infra-estrutura. José Inácio ainda foi para a Secretaria de Estado da Educação até abril do ano passado (2008), quando se desencompatibilizou para ser candidato a vice-prefeito em uma dobradinha com Zito Rolim em uma campanha vitoriosa. Na atualidade, José Inácio é vice-prefeito de Codó e secretário de infra-estrutura da prefeitura de Codó - MA e vem fazendo um grande trabalho.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Uma nova liderança na rota de uma sucessão


O mundo político Coelho-netense conheceu nessas ultimas eleições municipais a potencia eleitoral de uma notável liderança com chances reais de assumir um assento no legislativo municipal em 2012, esta liderança é Manoel de Jesus Gomes da Silva(O Jesusinho) como é conhecido.
Jesusinho é filho do Sr. Manoel de Jesus Gomes Almeida, mais conhecido como Jesus do Franco, um ex-vereador de quatros mandatos no município de Coelho Neto que participou ativamente da historia política do município.
Em 1988, na primeira eleição do seu pai, Jesusinho com apenas 17 anos embora estudando em Teresina, capital do Piauí, indiretamente ajudou o pai na luta. De 1989 à 2004, Jesus do Franco pai de Jesusinho foi vereador e sempre contou com a ajuda decisiva do seu filho Jesusinho, na campanha de 2004 Jesus do Franco enfrentava um problema muito serio de saúde, mas com muita insistência de seus eleitores e de alguns membros do seu grupo político, Jesus do Franco tenta a sua 5ª reeleição, mas dois agravantes impediram-lhe de conquistá-la.
Primeiro; Com a nova legislação eleitoral a câmara municipal de Coelho Neto perdeu quatro cadeiras, de treze cadeiras caiu pra nove.
O segundo problema foi o seu estado de saúde que não lhe permitiu dedicar-se na campanha como se fazia necessário, por isso Jesus do Franco perdeu a eleição.
Jesusinho entendeu que deveria dar continuidade na câmara municipal, o trabalho do seu pai e também mostrar suas ideias e formas de trabalho. Em 2008, Jesusinho foi candidato a vereador pelo “PPS”, chegando a obter 499 votos, por essa expressiva votação, o prefeito eleito pela a oposição, Soliney Silva, entendeu que Jesusinho foi um aliado que contribuiu bastante com a sua eleição, por isso, colocou o jovem Jesus como diretor da agência municipal do trabalho e Jesusinho vem fazendo um grande trabalho a frente daquele departamento, articulando grandes parcerias.
A agência municipal do trabalho é um departamento da secretaria municipal de assistência social, mas tem intercâmbio com todas as demais secretarias do governo municipal.
Jesusinho faz plano para a sua carreira política e diz:”Eu serei candidato a vereador em 2012, e continuarei no PPS, pela postura do nosso presidente e pela própria ideologia do partido”.
Como aliado de primeira linha do prefeito Soliney Silva, em Coelho Neto, Jesusinho está otimista e acredita na prosperidade do governo atual.

UM SÍMBOLO DA RESISTÊNCIA A FAMILIA SARNEY EM COROATÁ.



A História Política da Atual Vereadora Maria de Lurdes Pereira e Pereira ( a lurdinha).Começou em 1982, com o início do Primeiro mandato de Vereador do seu esposo Dr. josé Rodriguês que legislou de 1982 a 1988 e o seu segundo mandato foi de 1989 a 1992, como prova de uma verdadeira liderança, Em 1992 o vereador Dr. José Rodriguês desiste de sua candidatura e candidatou a sua esposa a Lurdinha como o povo de Coroatá carinhosamente a chama. Em 1993 lurdinha era Empossada como vereadora. De 1993 a até agora Lurdinha está no seu quarto mandato sempre trabalhando em prol do seu povo.
A forma de legislar assistindo ao povo menos favorecido e resistindo as mazelas das oligaquias, Murad e Sarney, faz do casal José Rodriguês e Lurdinha uma refêrencia substâncial em matéria de política na cidade de Coroatá- MA .No último dia 8 de abril data do aniversário do municipio de Coroatá, em plena praça publica ao lado do seu esposo Dr. José Rodriguês, a Vereadora Lurdinha concede uma entrevista coletiva a imprensa presente na ocasião, sobre o que ela chamou de golpe (A Cassação do Governador Jackson Lago ) .Em sua entrevista ela disse:
- Quero deixar uma mensagem de tranquilidade ao povo do nosso Municipio, mesmo que infelizmente o nosso Governador caia, mais nada vai acontecer em nosso Municipio por que Deus é maior .Perguntada por um repórter sobre a Sistemática oposição que ela faz a familia Sarney ela disse:
- Não tenho nada pessoal contra ninguém, apenas não concordo com as má atitudes daqueles que maltrata o nosso povo. Ela diz ainda ,Eu sou Maranhense sabemos que foram até presidente da república e nada fizeram a não ser deixar o nosso Estado renegado as condições de miséria.
Como,Mortalidade Infantil, Analfebetismo e um descaso com a Agricultura do nosso Maranhão.O nosso Estado é rico e tem muito potencial e homens trabalhadores o Governador Jackson Lago em apenas 27 meses de governo construiu quase 140 Escolas e recuperou vários quilômetros de estradas. A ex.Governadora fez apenas 3 Escolas mostrando assim que não tem compromisso com a Educação.Nois sabemos que a EDUCAÇÃO é a base de tudo.



segunda-feira, 6 de abril de 2009

A Mulher Rural; um simbólo de superação


O (sttr) sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais da Cidade de Timbiras -MA está sendo presidido por uma brava Mulher, Teódora de Oliveira lima da Silva .Teódora da silva, é Evangélica da igreja Evangélica Assembléia de Deus desde 1987 é uma ótima Mulher e uma Mãe de Familia exemplar.Teódora da silva foi convidada no ano de 2005 por ser trabalhadora Rural , ha ser candidata a presidente do ( sttr) de Timbiras -MA. Asseitando o desafio chegou a ser eleita , mais a (FETAEMA) Federação Estadual dos trabalhadores e trabalhadoras Rurais do Maranhão ,entendeu que a eleição tinha tido enregularidades anulando o pleito, e intervendo na entidade. A (FETAEMA )comvocou uma nova eleição, a companheira Teódora tendo o apoio da maioria abissuluta dos camponeses Timbirenses, foi reeleita, e até hoje vem desenvovendo um grande trabalho, na quela entidade.

domingo, 5 de abril de 2009

A Trajetoria de um Líder


A Cidade de Timbiras MA nestes primeiros tres meses esta conhecendo a garra e a desposição politica de um Jovem destemido . trata se de Antonio Carlos Alves da Silva o veriador presidente da câmara Municipal . Nasceu no dia 10 de Abril de 1973 . em 1983 chegou na Cidade de Timbiras vindo da zona Rural do Municipio do Povoado Sete com seus pais, o Senhor , Pedro Vitórino Gomes da Silva e Dona Francisca Gomes da Silva .Cursou a 3° seríe do primário na Escola Maranhão Sobrinho . Aos quinze anos de idade ,Antonio Carlos comessou a luta pelo os menos favorecidos dentro dos movimentos Comunitários . Atendendo a uma aclamação popular candidatou-se a veriador pela primeira vez pelo PSDB( partido da sociedade democracia brasileira), em 1996 em 2000 ainda pelo o PSDB, foi candidato a veriador pela a segunda vez obtendo 106 votos. em 2004 ja pelo o PT (partido dos trabalhadores) com a sua teceira candidatura conquistou 206 votos desta vez não elegeram nem um veriador. Nas útimas Eleções Municipais o Jovem Antonio Carlos chegou ao topo com 769 votos sendo o veriador mais votado desta legislatura.Com esta vontade issaciável pela as questões sociais que tenho eu, vejo o PT um partido idéal para mim e com uma ideologia que é a minha cara afirma Antonio Carlos .Segundo ele ,o PT adota as causas populares como as suas .Uma das Bandeiras de luta do veriador e presidente da camara municipal de Timbiras - MA Antonio Carlos é a erradicação do Trabalho infantil e a buscar por uma igualdade social para todos.

quarta-feira, 1 de abril de 2009


O show do cantor Evangélico, Toinho de Aripibú, de Recife PE em Coelho Neto MA no útimo dia 29/03/09 no clube Nassau atendeu as espectativas. O espaço fisico do clube ficou pequeno para agregar tanta gente .E na útima segunda feira dia 30/03/09, o cantor encerrou com chave de ouro a sua estada na Cidade de Coelho Neto, cantou em um grande culto no templo sede da Igreja Evangélica Assembléia de Deus situada á praça João Santos no centro .