Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

PACTO PELA PAZ

PACTO PELA PAZ

terça-feira, 31 de agosto de 2010

FORÇA TAREFA JOVEM EM AÇÃO


OFICIO DE MANIFESTO

Coelho Neto - MA terça-feira, 24 de agosto de 2010
V Ex Roseana Sarney, Governadora do Estado do Maranhão.
Quiséramos nós que não houvesse necessidade da existência deste ofício, pois o que nele é pedido, nada mais é do que obrigação do Estado, representado no momento por vossa excelência.
Com todo o respeito, sabemos que pode fazer mais do que aquilo que ainda não foi feito. É de sua responsabilidade, mas não sabemos se é do seu conhecimento o fato que passo a relatar:
■ A Unidade Escolar Justino da Silva Bastos, localizada na Av. Coelho Neto está com as atividades paralisadas a mais de 2 anos, abandonada e servindo de refúgio para usuários de drogas;
■ Todos os alunos da referida escola foram lotados em vários anexos onde alguns chegam a ficar a quase 4 (quatro) quilômetros de distância de suas residências.
Acreditamos que, ao menos nessa ocasião, lembre-se desta situação e nos dê alguma resposta. Queremos sair daqui, hoje, com a garantia de que vossa excelência respeita a educação e tem compromisso com os alunos e com os coelhonetenses que moram no bairro que, por coincidência ou não, leva o nome do seu pai.
No aguardo de vossa providência
■FORÇA TAREFA JOVEM
■AFACN - Associação dos Filhos e Amigos de Coelho Neto
■ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SARNEY
VANDO MACHADO GALVÃO
Presidente FORÇA TAREFA JOVEM

O privilegiado.




O vereador de Coelho Neto, Américo de Sousa do PT, e candidato a deputado Estadual, tem ganhado um privilegio na campanha eleitoral. O beneficio está vindo do palanque da Governadora e candidata a Reeleição Roseana Sarney, PMDB.
Em sua estada em Coelho Neto, quem abriu o comício, foi o candidato a Deputado Estadual Américo de Sousa. No último sábado, 28 de agosto, na cidade de Caxias, na casa eleitoral de Márcia Marinho e outros candidatos a deputado estadual mais uma vez Américo de Sousa, dá o pontapé inicial do comício, no palanque de Roseana.
Dois motivos podem justificar isto, primeiro: Américo de Sousa é do PT, partido que faz a dobradinha com Roseana, tendo como vice o Washington Luis. Segundo: Américo é tido praticamente como a menina dos olhos de Washington, que quer fazer do polemico vereador de Coelho Neto, um deputado Estadual.
As lentes do Portal Leste Maranhense captaram no comício em Caxias, Américo de Sousa, e José Leane, prefeito de Afonso Cunha, conversando. As especulações vão alem: pelo o jeito que Américo anda cassando voto, tem gente achando que o vereador estava tentando um apoinho do prefeito La pras bandas de Afonso Cunha.

A FORÇA DA JUVENTUDE.


O líder jovem Renan José participou da carreata dos deputados Marcos Caldas (estadual) e Cléber Verde ( Federal ) no ultimo sábado,28 de agosto, nas Ruas de Coelho Neto. Na aquela oportunidade os parlamentares que fazem dobradinha juntos, aqui, vieram inaugurar o comitê de campanha.
Renan José faz parte do Grupo Força Tarefa jovem, para Governador ele e o Grupo apóiam Flávio Dino, já para Deputado Estadual, Renan apóia Marcos Caldas, enquanto que o deputado Estadual do Grupo é a Dra. Cleide Coutinho. Ater o momento, o Líder Juvenil ainda não definiu o seu deputado Federal.
Na solenidade de inauguração do Comitê de Marcos Caldas e Cléber Verde, Renan discursou referendando o também jovem Marcos Caldas, arrancando aplausos e muitos elogios dos presentes. Em seu discurso, o Jovem ressaltou o momento político que a cidade de Coelho Neto, está vivendo, e conclamou a juventude a marchar juntos com Marcos Caldas Rumo a um Maranhão mais igualitário

A segunda carta de Dr. Magno Bacelar o eterno Senador, ao povo de Coelho Neto.


É duro, é muito duro!...

Realmente é muito duro e deplorável assistir a tanta baixaria e ficar calado. É duro ver exposta e atingida à dignidade de uma população e logo porque tinha o dever de honrar as nossas tradições.
Pobre espírito julga-se proprietário de nossa consciência, da campanha e até da própria candidatura de Roseana. Com poderes imaginários e alucinatórios atreveu-se afrontar a Governadora e denegrir o conceito de um povo hospitaleiro. Foi repreendido no ato e á altura. O ditadorzinho de viseira não tem alcance para entender que soberana é a democracia, que não esta autorizado a falar em nome de um povo independente.
Em 2006, quando o poder econômico usurpou de Roseana o mandato recentemente devolvido pela Justiça. Onde estavam Soliney e as outras pseudo-lideranças? Contra, seduzidos pelo dinheiro corruptor de Zé Reinaldo. Eu estava ao lado de Roseana, enfrentando e sendo perseguido por dois governos (Zé Reinaldo e Jackson). Sozinho no palanque e ao lado do povo conseguimos 61,90% dos votos para a vitória de Roseana. Em comício Roseana prometeu resolver o problema de água mandando recursos, cumpriu a palavra, iniciamos a implantação do novo sistema. Soliney recorreu à justiça e embargou a obra criminosamente sepultada em seu governo irresponsável.
Agora com Roseana mais forte e imbatível. Que já não existe a dinheirama de Zé Reinaldo, eis que surge o embusteiro vendilhão de nossas consciências se dizendo Roseanista desde criancinha.
Eu jamais participaria do palanque de quem traiu a confiança do povo da minha terra. Abomino os seus métodos e a falsidade. Prestigiei a visita de nossa candidata. Como povo, compareci aos lugares públicos, aeroporto e ruas, acompanhando a carreata (de todos).Não pretendia subir nem no caminhão nem no palanque.Foi a governadora quem me localizou entre o povo e chamou para o palanque que era dela e dos candidatos.Honrado aceitei o convite.
O lastimável espetáculo produzido reflete a insegurança de quem está desesperado procurando justificativas para sua incompetência. Serviu de lição: - Roseana deseja os votos de todos a quem servirá com desvelo e capacidade tantas vezes demonstrada, mas não se submeterá a caprichos individuais.
Só um tremendo cara de pau se apresentaria agora como dono de uma candidatura que emana do povo.
Credenciado pelo amor e compromisso com minha terra aqui estou pedindo votos para candidatos dignos. Conciliador, não posso atrapalhar a candidatura de Roseana, reconheço que somente com a união de todos ela alcançará a maioria absoluta e será eleita logo no primeiro turno.

Coelho Neto, 22 de Agosto de 2010.

Raimundão, o quase deputado Estadual de 1990.


O vereador de Coelho Neto, Raimundo Oliveira Costa conhecido como Raimundão, DEM, foi um dos vereadores da base aliada do prefeito Soliney Silva, PSDB, que esteve no palanque da Governadora Roseana Sarney, no último dia 21 de agosto. Posou na foto com Roseana, e se sentiu satisfeito pelo o tratamento dispensado pela a governadora a ele.
HISTÓRICO POLITICO.

Em 1990, Raimundão era vereador,em seu primeiro mandato. Da base aliada do então prefeito Waltenir Lopes, foi candidato a deputado estadual pelo então PFL, o hoje DEMOCRATAS, Apoiado pelo o ex-prefeito Guanabara, ficando na suplência. Na época, fez dobradinha em Coelho Neto, e região com o deputado Federal José Reinaldo. O candidato a Governador de 1990, inclusive, eleito, foi o hoje candidato a Senador na chapa de Roseana, Edison Lobão.
No palanque De Roseana Raimundão estava se sentindo à-vontade, e bastante entusiasmado querendo ver mais uma vez, Rosinha no Palácio dos Leões.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Cristiane e Roseana


A Governadora Roseana Sarney e Candidata a Reeleição deu um abraço caloroso na ex-primeira dama de Coelho Neto, Cristiane Bacelar, no dia 21 de agosto, quando esteve aqui no município. As lentes do Portal Leste Maranhense mostram Roseana e Cristiane felizes da vida.
Com um abraço e algumas palavras, Roseana agradeceu Cristiane Bacelar, por sua dedicação e hombridade que sempre dispensou com o marido o ex-prefeito Magno Bacelar a ela, a seu pai e a Sarney Filho, o seu irmão.
Com a gentileza que lhe é peculiar, Dra. Cristiane Bacelar, disse um muito obrigado pra lá de entusiasmada à Roseana, assim como fez na eleição passada em sua residência quando naquela oportunidade recepcionava a senadora e candidata a Governadora Roseana , e comitiva, ao lado de seu esposo o então prefeito Magno Bacelar.

Mariano Crateús


O vereador e presidente da Câmara de Coelho Neto, Mariano Crateús PTB, esteve no palanque oficial da Governadora e Candidata a reeleição Roseana Sarney no último dia 21 de agosto, quando a mesma esteve em Coelho Neto. Mariano Crateús, compôs o palanque, e cumprimentou a Governadora e várias lideranças políticas presente na ocasião.
Em conversas com o Portal Leste Maranhense, o vereador parabenizou a Governadora Roseana Sarney, pelas as obras que ela enviou para o município, no Governo de Soliney, através de Max Barros, e Gastão Vieira, e disse acreditar em um surto de desenvolvimento que a cidade de Coelho Neto, ganhará nos últimos anos.
Ainda em sua conversa com nossa reportagem, Mariano Crateús, disse está conduzido a Câmara municipal de Coelho Neto, procurando sempre atender a população, e indo de encontro com os grandes problemas que afeta os coelho-netenses. Perguntado sobre as obras que o Governo do prefeito Soliney Silva, se comprometeu na região do povoado Volta, o presidente adiantou que as obras estão praticamente começando.

Fernando Couto vem ganhando a simpatia de Roseana Sarney.


O vereador de Coelho Neto, e candidato a deputado estadual pelo o PRTB, Dr. Fernando Couto, tem peregrinado em quase todo o Maranhão em busca de voto para chegar à Assembléia Legislativa.
Antes mesmo de ser eleito vereador, como médico; Fernando Couto vinha prestando um relevante serviço a sociedade de Coelho Neto, e região. Embora seja pago para exercer a sua profissão, Fernando Couto, vai alem de sua obrigação. Por tem um tratamento diferenciado com os mais humildes Dr. Fernando se destaca como um dos filhos ilustre de nossa cidade.
No último dia 21 de agosto ocasião em que a Governadora e candidata a reeleição Roseana Sarney PMDB esteve em Coelho Neto, a candidata referendou o discurso do aliado Fernando Couto, e nos bastidores, parabenizou-o pela a contribuição que o parlamentar está dando à sua campanha eleitoral.
Dr. Fernando Couto, já se encontrou mais vezes com Roseana Sarney, em comícios por todo o Maranhão. No último sábado, 28 de agosto, em um grande comício na cidade de Caxias, Roseana Sarney destacou o Fernandão em seu discurso quando estava apresentando todos os candidatos da sua coligação. Durante o comício, Dr. Fernando Couto conversou com Roseana, e ouviu da Governadora palavras de ânimos. Quem viu o filho do seu Tonico Couto, encima do palanque em Caxias, pôde constatar: era só alegria.

sábado, 28 de agosto de 2010

Vereadora, Lú com Roseana.


A vereadora Lucinete Gonçalves da cidade de Coelho Neto, aproveitou o momento em que a Governadora Roseana Sarney Esteve no município de Coelho Neto, na semana passada,e conversou com a mandatária. Lú,estava acompanhada do pastor Raimundo Nonato Monteiro Branco da Igreja Assembléia de Deus, no município, segmento Evangélico que a parlamentar professa .
A vereadora cumprimentou a governadora, e ouviu de Roseana Sarney o pedido de apoio e empenho para as mulheres continuar em lugares de destaque em defesa do Maranhão.Isso entusiasmou a parlamentar a continuar lutando pela a peemedebista Rumo ao Governo do Estado do Maranhão.
Embora tudo muito rápido, a vereadora coelho-netense, conversou e também ouviu da Governadora, Roseana, incentivos para continuar, em sua carreira política.

Domingos Dutra: eu não tenho medo do fute!!!


O deputado Federal e candidato a reeleição Domingos Dutra, PT,(Foto) esteve hoje na cidade de Coelho Neto, por ocasião da estada de Flávio Dino, o seu candidato a Governador do Maranhão no município. Os petistas Dutra e Mauro Jorge chegaram antes, do comunista e percorreram varias Ruas a pé e com um carro de som, os dois, fazem dobradinha em vários municípios.
Mauro Jorge é apoiado em Coelho Neto, pelo o ex-assessor de articulação política do governo Magno Bacelar, Duduzinho, e ater o momento ainda não estão fazendo dobradinha Dutra e Mauro Jorge em Coelho Neto.
Domingos Dutra, por onde passava vez em quando parava e mandava brasa:” Sarney é o Fute,eu não tenho medo do fute e nem da futinha nova, sua Filha, ‘dizia Dutra. Fez nas Praças e pontos estratégicos de Coelho Neto, discursos relâmpagos prestando conta de seu mandato com o povo, e pedindo voto. Aplausos e adesões o Lepo Lepo que só tem carne na língua,como ele mesmo diz, ganhou por aqui ,alem dos votos de seus familiares, em Coelho Neto, com o seu discurso ante Sarney, o mago velho, terá uns votos

Marcos Caldas e Cléber Verde inauguram Comitê em Coelho Neto.











Hoje, 28 de agosto os Deputados Marcos Caldas ( Estadual) Cléber Verde(Federal) e candidatos a reeleição estiveram na cidade de Coelho Neto, inaugurando o comitê de campanha.
Os Deputados e candidatos a reeleição já citados, são apoiado em Coelho Neto, pela a Suplente de Vereadora Doralice uma expressiva liderança do município em uma dobradinha. Renan José, um Líder Jovem considerado por muitos como; um futuro vereador está com Marcos Caldas.
A recepção a Marcos Caldas e Cléber Verde, aconteceu na entrada de Coelho Neto, vindo de Duque Bacelar, uma multidão de populares, carros e motos, participaram da carreata dos Parlamentares, pela Avenida Santana, Dr. Luis Raimundo vindo à Praça João Santos, ater chegar ao comitê na Avenida Cordeiro de Farias. Aconteceu a solenidade de inauguração e os discursos das Lideranças locais como: Renan José, que empolgadíssimo pediu votos para Marcos Caldas. As Lideranças políticas e comunitárias que fazem parte do Grupo de Doralice também Falaram como: Julio, e irmão Leôncio. Doralice foi breve, mas disse está engajada na campanha de Marcos Caldas, e Cléber Verde.
O Deputado Marcos Caldas disse em seu discurso, que colocou varias emendas parlamentares no ano passado e já este ano para o Município de Coelho Neto, “eu tenho como provar”, disse o parlamentar. Cléber Verde aproveitou o momento, para descrever os principais projetos que ele na Câmara Federal tem criado, votado e aprovado em prol dos maranhenses.
Após os discursos, Marcos Caldas, e Cléber Verde almoçaram juntos com, militantes no restaurante do Messias, e seguiram em ritmo acelerado a campanha pelo o Maranhão afora.

Flávio Dino cresse em Coelho Neto.







Hoje, 28 de agosto a cidade de Coelho Neto, se surpreendeu e foi bastante movimentada com duas grandes carreatas políticas de muita desenvoltura.
Com o sol um pouco escaldante, o candidato a governador Flávio Dino, PC do B, e sua comitiva, entraram em Coelho Neto, vindo sentido Caxias, em uma quilométrica carreata, e foi recebido pela a população do município, que acenavam e demonstram carinho pelo o comunista. O prefeito de Caxias Dr. Humberto Coutinho, e sua esposa, a deputada estadual e candidata a reeleição Cleide Coutinho, PSB, Mauro Jorge, Estadual e Domingos Dutra, Federal, ambos do PT, o ex-governador José Reinaldo PSB, e candidato a Senador, Miosótis Lúcio, PPS, A Vice e demais Lideranças políticas Flavistas estiveram presentes.
A Deputada Estadual e candidata a reeleição Dra. Cleide Coutinho, tem um comitê em Coelho Neto, e varias lideranças laçais como: os ex-vereadores, Reginaldo Sousa ,por Vários mandatos Chico da Cola, e o grupo força tarefa Jovem Liderado por Vando Galvão , e tanto outros o apóiam.
A carreata iniciou pela à Avenida Antonio Guimarães, entrando no centro pegando a Avenida Santana e Coelho Neto, ater o Balão. A Carreata de Flávio Dino em Coelho Neto, foi bem maior do que à de Dr. Jackson Lago, mas menor do que a de Roseana.
Na Avenida Santana, a carreata de Flávio Dino, se encontra com a dos candidatos Marcos Caldas, Estadual e Cleber Verde Federal ambos estavam inaugurando um comitê de campanha, em Coelho Neto.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Homenagem


Após a Governadora Roseana Sarney, PMDB, chegar a Coelho Neto quando ainda estava no aeroporto à primeira dama do município, Suely Silva acompanhada de varias mulheres coelho-netense, com um buquê de flores, e vestindo camisetas com frase de efeitos, homenageou a governadora Roseana, e candidata à reeleição.
A secretária municipal de saúde Rosângela Curado, fazia parte do movimento. Literalmente; vestindo a camisa esteve participando ativamente da recepção organizada por Soliney Silva e seu grupo político, a Roseana Sarney e sua comitiva.
Na foto, a secretária de Saúde, aparece do lado direito no momento da entrega do buquê de flores.

Herdeiro político.


Soliney Filho, filho do prefeito de Coelho Neto, esteve no aeroporto da cidade ao lado da classe política que lá estava para recepcionar a Governadora Roseana Sarney, no último sábado, dia 21 de agosto. O herdeiro político do prefeito Soliney Silva, se mostrou a vontade ao lado do vice Governador João Alberto, e candidato ao Senado na coligação da Governadora Roseana Sarney.
Soliney Filho ensaiou uma pré-candidatura de deputado estadual, mas terminou desistindo talvez a pedido do pai que firmaria compromissos com a dobradinha Gastão e Max. Soliney Filho se aproximou de mim (Ezequias Martins) titular deste blog, cumprimentou-me e disse, ”você é que é o Ezequias Martins”?” eu falei “sim ele disse” gosto de acessar o Portal Leste Maranhense, “ . Eu gentilmente, agradeci.

Blog novo blogueira disposta.


A primeira dama da cidade de Duque Bacelar Gilmara Furtado, (foto) é a mais nova blogueira da região.
No último sábado, dia 21 de agosto, na recepção à Governadora Roseana Sarney no aeroporto de Coelho Neto, Gilmara Furtado, estava atenta e fotografava os melhores momentos do evento. Fotogênica; a primeira dama esbanja simpatia e elegância para as nossas lentes que captaram com muita precisão.

'Dei o meu melhor. É difícil dizer o que faltou', diz Miss Brasil


A Miss Brasil 2010 Débora Lyra está a caminho do Brasil depois de disputar o título de Miss Universo em Las Vegas. Apesar de não ter se classificado nem entre as 15 finalistas do concurso, a musa diz estar tranquila e espera cumprir ainda muitos compromissos como mulher mais bela do país.

“O resultado final foi merecidíssimo, mas as coisas nem sempre saem como a gente espera. Ainda assim estou tranquila, de cabeça erguida, e bola para frente agora”, diz ao G1. Sobre os planos para o futuro, ela espera chegar ao Brasil para organizar a agenda e traçar novos projetos.


Débora, 20 anos, era considerada uma das favoritas ao título, segundo a organização do Miss Brasil, mas a bela não chegou à final do concurso, que ocorreu na segunda-feira (23). O Brasil só venceu o Miss Universo duas vezes, em 1963, com Ieda Maria Vargas, e em 1968, com Marta Vasconcellos. A eleita Miss Universo 20160 foi a mexicana Jimena Navarrete.

“Eu dei o meu melhor. É difícil responder o que faltou porque não sei qual a visão dos jurados", afirma a miss.

Antes de embarcar para Las Vegas, Débora fez cursos de oratória, línguas e enfrentou dietas e academia. “Participo de concursos de beleza desde os 12 anos e estava em Minas Gerais há dois anos me preparando para esse concurso. Havia muita expectativa”, afirma.Para o empresário Boanerges Gaeta Júnior, responsável pela organização do Miss Brasil, para ser eleita Miss Universo a candidata tem que estar "em seu dia" e fazer o gosto dos jurados. "É muito difícil saber exatamente o que levou à vitória de uma ou outra candidata, porque nem sempre o que eu gosto é o que você gosta, e são muitos jurados. Mas o que observei é que as finalistas eram garotas muito magras, com o perfil 'top model', e esse não é o perfil da Débora. Acho que isso contribuiu", diz .

A observação de Gaeta Júnior deve levar a mudanças no Miss Brasil 2011. "Será uma preocupação levar uma candidata com esse perfil de modelo internacional, fininha, sem os traços comuns à maioria das brasileiras, como o quadril mais largo. Isso é uma coisa que nos acompanha desde os tempos da Martha Rocha, que deixou de ganhar por medidas a mais no quadril", afirma o empresário.

Débora nasceu no Espírito Santo e morou dois anos em Minas Gerais, estado que representou no Miss Brasil, para se preparar para o concurso. De volta ao Brasil, a miss deve morar no Rio de Janeiro. Até passar adiante a faixa de Miss Brasil, a estudante de jornalismo permanece afastada dos estudos, por questões contratuais.

Marina defende restrição de compra de terras por estrangeiros


A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, defendeu nesta quarta-feira, 25, a restrição de compra de terras no País por empresas estrangeiras. Em entrevista à Rádio Gaúcha, a candidata disse que a medida, anunciada pelo governo, atende aos interesses de soberania do Brasil.


- Não podemos comprometer nossos interesses e nossa soberania - justificou.


Na terça-feira, 24, a Advocacia-Geral da União (AGU) deu um parecer em que restabelece as restrições na compra de terras por empresas controladas por estrangeiros. A AGU pretende enviar um projeto de lei ao Congresso que restringiria também a compra de terras por estrangeiros pessoa física residentes no País.


Marina disse que a restrição na compra de terras por estrangeiros é uma prática adotada por vários países e que não teme a redução de investimentos no País. A candidata afirmou que é comum as empresas se instalarem no Brasil, não investir aqui, não gerar o volume de empregos prometidos e enviar os lucros para seus países de origem.


- Nosso litoral está sendo privatizado por redes de hotéis -, acusou a candidata, ao se referir ao grande número de hotéis estrangeiros que se instalaram no litoral nordestino nos últimos anos.


Durante 10 minutos de entrevista, a candidata se disse contrária ao retorno da cobrança da CPMF para ampliar os recursos disponíveis do governo para a área de saúde.


- Não dá para ficar falando em criação de mais tributos - afirmou. Marina se disse favorável à regulamentação da Emenda 29 para ampliar os recursos da União e dos Estados para o setor.


A candidata está no Rio Grande do Sul, onde terá agenda de campanha na Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul) em Porto Alegre e, à tarde, inaugura um comitê domiciliar na cidade de Canoas.

Em Mato Grosso, Dilma fala em lua cheia e alerta para promessas sem fundamento


Em um comício que, segundo a organização, reuniu milhares de pessoas em torno da candidatura de Dilma Rousseff à Presidência da República, em Campo Grande (MS), a petista começou seu discurso de ontem comemorando o céu e o solo iluminado do Mato Grosso do Sul.


- Nós hoje estamos aqui numa noite iluminada. Iluminada por essa lua pantaneira maravilhosa, pela presença de todos vocês aqui e iluminada porque temos companheiros e companheiras muito fortes aqui nesse palanque.


A candidata da coligação Para o Brasil Seguir Mudando pediu aos eleitores que prestem muita atenção e não se deixem enganar por aqueles que têm por costume apenas prometer em época de eleição. Na hora de governar, segundo ela, não fazem nada.


- Tem aqueles que falam e aqueles que fazem. Nós somos do grupo dos que fazem. Eles, da oposição, são do grupo dos que falam e dizem só nas eleições. Nós fizemos o Bolsa Família no momento mais difícil e jamais deixamos faltar dinheiro para o Bolsa Família. Eles não, eles chamavam o Bolsa Família de bolsa esmola - exemplificou, apesar de o Bolsa Família ser originário do Bolsa Escola, programa similar do Governo FHC.


Dilma pediu também aos eleitores do Mato Grosso do Sul que não se exaltem com as pesquisas, porque elas não ganham eleição. Segundo ela, faltam menos de 40 dias para o término do pleito e, até o dia 3 de outubro, cada voto deve ser disputado diariamente para garantir que as conquistas do governo Lula não sejam perdidas.


Ela voltou a frisar que as mulheres estão preparadas para governar o país e que será a primeira presidente do Brasil porque várias colegas anonimamente provaram que conseguiam conduzir suas famílias e ter uma vida profissional de sucesso.





Agenda - Nesta quarta, Dilma cumpre agenda em Mato Grosso, mas ainda não divulgou compromissos.



Tucanos armam ofensiva pró-Serra em SP para impedir avanço de Dilma


A coordenação da campanha do presidenciável do PSDB, José Serra, preparou uma ofensiva política para fazer frente ao crescimento da adversária Dilma Rousseff (PT) nas últimas pesquisas de intenção de voto.


O contra-ataque político dos tucanos prevê demonstração de força no Estado de São Paulo, onde foi articulado encontro com 450 prefeitos paulistas na semana que vem, e a exibição de depoimentos de apoio a Serra no horário eleitoral gratuito na TV, gravados por "estrelas" do PSDB.


Foi fechada ontem uma agenda conjunta entre Serra e o candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, com o objetivo de projetar a candidatura presidencial no Estado. Tucanos querem fazer uma frente no maior colégio eleitoral do País, impedindo o avanço de Dilma.


Para o encontro, no dia 1 de setembro, foram convidados 450 prefeitos, inclusive os que são de partidos da base de apoio de Dilma Rousseff, como o PMDB - em São Paulo a legenda apóia o PSDB.


A expectativa é de que, pelo menos, 300 representantes de municípios paulistas apareçam no evento, no Credicard Hall, na zona sul paulistana. Também foram convidados vice-prefeitos e vereadores. Tucanos disseram que colocarão na entrada do encontro contadores de pessoas para ter ideia precisa de quais aliados compareceram à reunião.


No fim de semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva marcou presença em comícios do PT na Grande São Paulo. No Estado governado pelo PSDB há 16 anos, tentou "vender" sua candidata à Presidência e Aloizio Mercadante, que disputa o Palácio dos Bandeirantes pelo PT.


Pesquisas de intenção de voto mostram diminuição da vantagem de Serra no Estado. Segundo o Instituto Datafolha, caiu pela metade sua dianteira em relação a Dilma em São Paulo, entre julho e o início de agosto. Passou de 14 para 7 pontos percentuais.





Mensagens - Parte da ofensiva política, os programas de Serra na televisão começarão a exibir mensagens de apoio de políticos com projeção nacional, gravadas especialmente para o candidato do PSDB. Também foram enviadas aos Estados cenas de Serra pedindo votos para deputados.


Já foram gravadas mensagens de apoio do ex-prefeito Beto Richa, candidato pelo PSDB ao governo do Paraná e líder das pesquisas em seu Estado, e de Simão Jatene, tucano que disputa o governo do Pará. Haverá também mensagem de Alckmin.


Hoje, Aécio Neves, candidato ao Senado por Minas, grava seu depoimento. Na realidade, Aécio já havia gravado mensagem, mas os marqueteiros de Serra preferiram regravar em estúdio para melhorar a qualidade. Depois da gravação, o mineiro deve se encontrar com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.


Em viagem ao Rio Grande do Sul, o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, começou a colocar em campo o que chamou de "sacudida e realinhamento". Disse que a campanha nacional será "colada" nas disputas estaduais.


- Estamos conversando com a Yeda para dar uma colada nas duas campanhas e o movimento suprapartidário tem de ganhar escala, ter mais escala operacional - disse Guerra, ao fim de encontros com integrantes do Movimento Suprapartidário Gaúchos com Serra e com a governadora Yeda Crusius. Apesar das declarações de Guerra, líderes do PSDB nacional são contra colar no Estado Serra à imagem de Yeda, que amarga um terceiro lugar nas pesquisas locais.





Agenda - Nesta quarta, Serra participa de carreata, às 14h30, em Natal. O comboio partirá do Aeroporto Augusto Severo até o bairro do Alecrim, onde fará caminhada pelo comércio popular. Em seguida, o candidato inaugura comitê. Depois, à noite (19h), participa da Reunião da Saúde do Rio Grande do Norte, na Associação Médica.



Jornalista Boris Casoy é submetido a cirurgia em São Paulo. Confira!!


O jornalista Boris Casoy, 69, passou por uma cirurgia de desobstrução intestinal no último sábado e continua internado para observação e acompanhamento médico. Casoy sentiu-se mal na sexta-feira à noite, enquanto apresentava o "Jornal da Noite" na Band.

O jornalista Fabio Pannunzio apresentou a atração ontem à noite e continuará no lugar de Casoy enquanto o âncora se recupera.

A assessoria de imprensa do Hospital Israelita Albert Einstein informou que não deve divulgar novas informações sobre o estado de saúde do jornalista ainda hoje.

sábado, 21 de agosto de 2010

Por causa da disputa Wilsão X JVC, Dilma pode nem vir ao PI

do PORTAL 180 GRAUS

informação parte de uma fonte ligada ao Ministro Padilha e dá conta de que, a ex-ministra Dilma Roussef, candidata do PT a presidência da república poderá não vir ao Piauí nesta campanha eleitoral.

Motivo: a disputa do seu palanque pelos dois candidatos que lhe dão apoio aqui – João Vicente do PTB e Wilson Martins do PSB, coligado com o PT. Diz a fonte da reportagem que, “considerando a boa posição da candidata perante o eleitorado brasileiro e, principalmente no Nordeste, em especial no Piauí e, para evitar constrangimentos as partes, é preferível que ela não venha”.

A candidata, informa ainda a fonte, se dispõe a gravar mensagens para ambos os candidatos. Mas participar de comícios, reuniões, debates ou caminhadas por aqui, está praticamente descartado. Mas não é isso o que dizem os governistas. Para eles, é certa a vinda candidata ainda que seja para uma rápida reunião na sede do PT. Já o grupo do PTB aposta que, caso ela venha, sem dúvidas, haverá de se reunir com os dois candidatos que lhe apoiam. A última vez que Dilma veio ao Piauí foi em julho de 2009, quando ainda era ministra de Lula.

Com 17 pontos na frente do principal adversário, o tucano José Serra, prestes a ser eleita logo no 1º turno, Dilma Roussef não precisa mesmo vir ao Piauí pedir votos. Salvo se for para ajudar os aliados e jogar os dois no 2º turno. A propósito de 2º turno, um tucano de plumagem felpuda e surrada, disse que já é hora de se pensar quem apoiar no 2º turno, caso Sílvio não passe para a 2ª etapa. Pule de 10, a preferência seria para João Vicente. Por motivos óbvios. Se a ex-ministra não aparecer por aqui, o mais prejudicado será o governador Wilson Martins, candidato a reeleição pelo PSB com apoio do PT e PMDB. Como se vê, o PTB é um calo no sapato do governador.

. ROSEANA EM COELHO NETO.

A chegada da governadora Roseana Sarney à cidade de Coelho Neto, na parte da tarde do dia de hoje,20 de agosto, tem causado um reboliço tremendo no município. Todas as correntes partidárias que apóia a governadora, aqui, se programa como pode para recepcioná-la.
O prefeito Soliney Silva, um dos anfitriões, e aliado de maior densidade eleitoral comprova nas últimas eleições, tem trabalhado de forma incansável, para receber a governadora Roseana Sarney, e toda a sua comitiva.
Os deputados Max Barros e Gastão Vieira, os dois deputados do prefeito, são considerados os parlamentares mais influentes no grupo Sarney. Soliney Silva tem falado por onde passa das grandes obras que o município, já recebeu e ainda vai receber por conta desta aliança sua, com a governadora Roseana Sarney, seus candidatos a Senador, Max Barros ( Estadual) e Gastão Vieira,(Federal).
Roseana Sarney, sempre foi querida pelos os coelho-netenses. Já é de Praxe, ela receber o apoio da maioria das lideranças políticas do município. A primeira vez que isso aconteceu, foi exatamente em 1994, em sua primeira eleição, para o Governo do Estado.
O Portal Leste Maranhense antecipou com muita antecedência, o que vai acontecer hoje; os adversários políticos locais têm que se unir pelo o menos hoje no palanque da Governadora em nome do projeto maior (a reeleição de Roseana, a maioria na assembléia e no Congresso Nacional.
NO PASSADO
Coincidência ou não, em 1994, quando isso aconteceu com muita repercussão quem estava no comando da prefeitura, era a esposa do então Líder político, e ex-prefeito, Raimundo Guanabara a então prefeita Lúcia Bastos. Os Bacelar eram oposicionistas embora fortes eleitoralmente na época, mesmo assim, o controle da campanha no município ficou por conta do prefeito.
16 anos mais tarde, Sérgio Guanabara, filho do Guanabara, é o vice-prefeito. O próprio Guanabara é um dos fortes articuladores ao lado do prefeito Soliney Silva, com acesso livre no Palácio da cidade.
O fato de 1994 aconteceu já no segundo turno. A diferença que se tem hoje é que, 1994, o deputado estadual Antonio Bacelar, gozando de uma grande popularidade, conquistava o seu primeiro Mandato de deputado estadual de fato e de direito. Agora pelo o andar da carruagem está correndo o risco de perder a eleição e ficar em apuro politicamente.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

JACKSON LAGO NO LESTE MARANHENSE




Vindo da cidade de Buriti de Inácia Vaz, o Candidato a Governador Jackson Lago, pela a coligação “o povo é maior “e sua comitiva chegaram à cidade de Duque Bacelar ontem,20 de agosto, à tarde dentro do horário previsto. Fazendo parte de sua comitiva; a deputada estadual Graça Paz, e o seu esposo ex-deputado estadual e coordenador da campanha Clodomir Paz, o candidato a senador Edison Vidigal, varias lideranças políticas da região e locais prestigiaram o ex- Governador Jackson Lago em sua chegada à Duque Bacelar.
O ex-vereador José Júnior abriu a reunião. O suplente de Vereador Heloíso 100%, mesmo sendo breve deixou o seu recado: ”hoje eu estou aniversariando, o meu melhor presente, Dr. Jackson, é a sua presença conosco,” concluiu. O vereador José de Deus usou a palavra e disse que Duque Bacelar clama por mudanças. O segundo colocado nas últimas eleições Municipais, Rildo Aguiar (Rildão) conclamou o município a reconhecer as conquistas trazidas para ali do Governo Jackson Lago, através da deputada Graça Paz, e seu grupo político. Os discursos de Jackson Lago, Graça paz, e Edison Vidigal, foram bastante aplaudidos pelos os populares.
Em Coelho Neto, a comitiva foi recepcionada pelo o ex- prefeito Cruz, e o grupo político do qual ele coordena. Jackson Lago demonstrou satisfação e confiança com os aplausos e manifestações de apoio obtido em Coelho Neto e Duque Bacelar.
Em seu discurso o candidato a Governador se comprometeu com Coelho Neto e toda aregião, que se eleito for, o Município está na rota do desenvolvimento. Citou varias obras feitas em seu Governo em todo o Maranhão e na região como; a estrada de Coelho Neto, a Buriti. Daqui a comitiva do pedetista, seguiu para a cidade de Timom.


Esclarecimentos necessários


O Radialista Milton Vieira, (foto) assessor de Comunicação do Grupo político coordenado pelo o ex-prefeito Antonio Cruz, fez um discurso um pouco inflamado atacou e criticou a administração do prefeito Soliney Silva e La pras tantas, emendou: “ .... o prefeito deve ter mandado gravar a nossa reunião ! pode gravar fica à-vontade,disse. Antes de ele terminar o seu discurso, porque atualmente eu(Ezequias Martins ) Faço parte do grupo político do prefeito , um escudeiro do Radialista veio olhar se o meu gravador estava acionado, achando que eu seria o tal enviado pelo o mandatário.
Já o dono da casa, começou a dizer que o grupo tinha perdido alguns companheiros, e foi indo, ater que um dos presentes falou um pouco baixo próximo de mim, você Ezequias é um desses.
A minha presença no local da reunião do grupo político que antes eu fazia parte, foi visto por muitos como anormal. Só que as pessoas precisam entender que o Ezequias Martins, o Líder Comunitário, apóia sem sombra de dúvida os candidatos do prefeito Soliney Silva, e já estou na luta, mas o blogueiro,Ezequias tem um compromisso com os internautas que navegam e acompanham o Portal Leste Maranhense, postando para eles, as informações independentemente de lado ou partidos políticos que eu estiver. Voto em Roseana, mas estarei saindo dentro de estante para Duque Bacelar, e retornarei para Coelho Neto, cobrindo a vinda de Jackson e sua comitiva a região.
Acredito que estes esclarecimentos não servem para Milton Vieira, ( uma referencia da comunicação coelho-netense, )e talvez nem tão pouco para Cruz, que entende perfeitamente o papel da impressa. A carapuça cairá em quem não tem noção do que fala ou demonstra em suas ações.

Pacto selado


Ontem, 19 de agosto na residência do ex-prefeito de Coelho Neto, Antonio Cruz, aconteceu uma reunião onde se encontraram pela a primeira vez, dentro do projeto político no município, o deputado Federal Professor Sétimo, (PMDB) e a Deputada Estadual Graça Paz, (PDT), que farão a dobradinha sendo os candidatos do grupo liderado pelo o anfitrião.
Os parlamentares chegaram acompanhados de seus assessores, conduzindo os materiais de Campanha, foram recepcionados pelos donos da residência Professora Pastora e Antonio Cruz.
Ao iniciar as falas; o coordenador Cruz, foi o primeiro a falar, depois falaram algumas lideranças políticas que vieram com o deputado Sétimo. O Radialista Milton Vieira, também fez um discurso. Sétimo Waquim, e depois Graça Paz, quem encerrou as falas.
O deputado Federal Sétimo, apesar de está Fazendo dobradinha com uma Jackista de carteirinha, nem com isso deixou de Falar dos avanços do Governo Roseana, e o de Lula e destacou a importância das mulheres no cenário político. Entregou o seu material de campanha e disse está prestando contas com o povo de Coelho Neto. Não fez menção ao nome do prefeito Soliney Silva, em seu discurso.
Já a deputada Graça Paz, falou por parábola; comparando Coelho Neto, com uma moça Bonita, porem; Mal vestida. ”Não estou dizendo aqui, que o prefeito não está fazendo nada, só quero dizer é que a cidade merece mais, “explicou.
Ainda em sua fala, Graça Paz, chegou a fazer um pré-lançamento da candidatura de Antonio Cruz, como prefeito de Coelho Neto, pelo o PDT, em 2012.
Antonio de Sousa Cruz, (Ligeirinho) não falou da administração municipal. Sintetizou o seu discurso, sobre o tema unidade do grupo. Já o Radialista Milton Vieira, foi contundente; bateu na administração do prefeito Soliney Silva e conclamou os presentes a se rebelarem, contra o modelo de administrar de Soliney da qual ele criticou Duramente.
O grupo que apóia Graça Paz e Sétimo em Coelho Neto, em sua maioria, fazia parte do Governo Magno Bacelar. O coordenador Antonio Cruz disse ao Portal Leste Maranhense, que o ex-prefeito Magno apóia esta dobradinha.


quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Alexandre acusado de fazer caixa 2 no INMETRO


DO PORTAL HOJE
O candidato a deputado estadual na coligação da governadora Roseana Sarney(PMDB), ex-vereador timonense Alexandre Almeida(PTdoB), está sendo acusado pelos seus próprios colegas governistas de ter praticado diversas irregularidades quando esteve à frente do INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia do Maranhão, dentre as mais graves a formação de um caixa 2 para financiar a sua campanha.

Alexandre, que costuma dizer em Timon que é o homem de confiança da governadora Roseana Sarney em Timon – e não a prefeita Socorro Waquim(PMDB) – mandou carta para o blog do jornalista Luis Cardoso, de São Luis, o primeiro a repercutir a denúncia, negando que seja assim tão corrupto e afirmando que, ao contrário, fez foi moralizar o INMETRO, agindo com transparência. Acompanhe a denúncia de Luis Cardoso e a resposta de Alexandre:

Escândalo no inmeq

Por Luís Cardoso

De posse de um dossiê que elenca uma série de irregularidades no INMEQ, órgão delegado do INMETRO, o secretário de Indústria e Comércio, Maurício Macedo, deu uma vassourada no instituto e nomeou seu adjunto Augusto César como titular do órgão.
A vassourada varreu boa parte dos indicados pelo ex-presidente do INMEQ, Alexandre Almeida, que é candidato a deputado estadual, com atuação política na cidade de Timon.

Conforme as denúncias chegadas à mesa do secretário Maurício Macedo, as irregularidades envolvem o chefe de gabinete Diego, o ouvidor Marcos Muniz irmão do ex-prefeito de Penalva, o diretor técnico Silvio e o contador Fernandes.

Eles estariam atuando como caixa 2 na campanha do candidato Alexandre. Fui informado, que dentre outras denúncias, diárias e passagens falsas, contratação de funcionários irregulares, distribuição de notas de combustíveis a aliados políticos do Alexandre.
Maurício Macedo teria mandado realizar em julho uma auditoria no instituto.

Prezado Luis Cardoso,

Assumi a direção do INMEQ-MA (antigo IPEMAR), em 24/04/2010, e a partir daí passei a fazer uma gestão participativa e transparente, permitindo ao final de cada mês, em reuniões com todos os servidores, desde o pessoal de serviços gerais, estagiários, ao mais alto diretor, o acesso a todas as informações do órgão, tais como o valor da arrecadação mensal, o valor do repasse feito pelo INMETRO, valor da folha de pagamento, valor de diárias e também valores do custeio do órgão. Mais transparência que isso não existe. Por isso, refuto qualquer denúncia de caixa dois existente no órgão durante a minha gestão, sobretudo para me beneficiar. Entretanto, o que existiu de fato com a minha saída foi uma disputa feroz pela direção do Instituto, orquestrada por alguns que foram ausentes no duro processo de evolução do órgão. Assim, consciente dos avanços que conseguimos com a reforma institucional e administrativa que implementamos e que contribuiu decisivamente para o fortalecimento do órgão junto ao INMETRO e a sociedade maranhense, registro a minha desconfiança em relação a sua postagem sobre o INMEQ-MA, cujo objetivo é claramente me atingir, para tentar desestabilizar a minha campanha de deputado estadual que a cada dia se consolida.
Atenciosamente,
Alexandre Almeida

Pindaré-Mirim recepciona Roseana


Bandeiraço, carreata e muitas demonstrações de apoio e carinho da população marcaram a passagem de Roseana por Pindaré-Mirim. Já na chegada, centenas de pessoas a saudaram. A candidata estava acompanhada pelo prefeito Henrique Salgado (PSDB) e pelo ex-prefeito Manuel Filho Pezão (PSDB), do candidato a vice-governador, Washington Luiz (PT), e ao Senado, Edison Lobão e João Alberto (PMDB).

Em praça pública, Roseana destacou seu trabalho pela região: “A estrada MA-320 e o asfalto em ruas da sede são alguns exemplos do que fiz por Pindaré-Mirim. Quero fazer muito mais. Aqui, a riqueza da cultura é latente, o potencial turístico é imenso e povo é acolhedor”.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

CARRO DE BACELAR COM EXCESSO DE PLOTAGEM


Circula desde ontem, 17/08/ nas Ruas de Coelho Neto, um carro plotado com adesivos em excesso do candidato a Deputado Federal, Bacelar. Segundo a legislação eleitoral só é permitido 4m² para a propaganda eleitoral. É bom a Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão tomar conhecimento, da forma em que o parlamentar, vem logo na chegada desrespeitando as Leis. É hora de o Tribunal Regional Eleitoral ( TRE,) começar mostrar com quantos paus se faz uma porteira para o Deputado Estadual Antonio Carlos Bacelar.

Para impressionar!


O ex-prefeito das cidades de Aldeias Altas e Chapadinha, e ex-deputado estadual Magno Bacelar, conhecido como; nota 10, irmão do atual deputado estadual Antonio Bacelar, enviou e já chegou à Coelho Neto, agora pouco, uma frota de carros de som que serão usados na campanha eleitoral. Em uma tentativa de mostra o tamanho da campanha dois irmão no município, Magno e Bacelar mandaram estacionar os carros, enfrente a Rodoviária. Já faz um bom tempo os veículos parados por ali atraídos populares sob os olhares de longe, de integrante da campanha, no município.
Se a intenção era mostra a estrutura de campanha que logo estará na Rua ater que deu certo. Agora vamos ver se homens (Magno nota 10 e Bacelar ) tem muito voto aqui em Coelho Neto . Daqui para frente, o grid de largada já está em contagem regressiva, e ater o momento em matéria de campanha existe três frentes Volumosas. Primeira: a do prefeito Soliney Silva, com Max Barros (estadual) Gastão Vieira (Federal) Roseana, João Alberto, Lobão e Dilma. Cruz com Graça Paz (estadual ) sétimo (Federal ) Governador Jackson Lago, senadores; Edison Vidigal e Roberto Rocha e presidente José Serra.
Américo de Sousa também já está com sua campanha na Rua, com carros,adesivados e de som. A mesma pode ser vista no meio das demais, com uma estrutura vantajosa apoiando Roseana. O seu deputado Federal mesmo tendo sido cogitado o nome de Bacelar pelo o próprio Américo nos bastidores, ainda não foi confirmado pelo o menos em sua propaganda.
Dr. Fernando com apenas dois carros de som em Coelho Neto, mas não passa por despercebido, com a sua campanha de corpo a corpo. Em outros municípios ,Fernando Couto, se articula como pode e vai viabilizando o seu projeto.
Com a chegada do atual deputado Estadual Bacelar com sua campanha de deputado Federal, fazendo dobradinha com seu irmão Magno nota 10, com Roseana e companhia demonstrando ter uma mega estrutura, logo vamos fazer um analise classificando da 1° ater o 4° lugar.

Evangelizando os povos.


A igreja evangélica assembléia de Deus, em Coelho Neto, através da secretaria de missões que tem como presidente o pastor vice-presidente da assembléia de Deus no município, Antonio Ramos da Silva, realizou no último sábado, dia 14 de agosto, uma grande cruzada Evangelística com atividades sociais, voltada para os moradores da localidade Santo Inácio, povoado anfitrião, e região.
O evento contou com a presença de vários membros da assembléia de Deus, de muitos pontos do campo de Coelho Neto. O pregador oficial da cruzada foi o missionário Valdenes que hoje está na região do povoado Novo Nilo, no município de União PI.
O presidente da Secretaria de missões, pastor Antonio Ramos, pretende levar o trabalho que foi um sucesso, a outros povoados e regiões do Campo de Coelho Neto. A ação Social já atendeu moradores do Município de Bernardo do Miarim, onde tem um missionário da secretaria de missões da Assembléia de Deus em Coelho Neto.

O livro e os jornais jamais desaparecerão, afirma Sarney a Rádio Senado


Em entrevista à Rádio Senado, o presidente Sarney falou sobre uma de suas grandes paixões e um hábito de sua vida inteira: a leitura. Questionado sobre a perpetuidade do livro impresso diante as novas tecnologias, como o livro eletrônico, Sarney disse acreditar que duas invenções da humanidade jamais desaparecerão. O livro e os jornais. "Quando me dizem que descobriram uma nova tecnologia da informação, que hoje temos os livros eletrônicos, eu respondo que o livro tradicional é uma tecnologia mais avançada que já se descobriu na face da terra, porque até hoje ele continua sendo o que sempre foi. Desde aquele que se fazia com os papiros...".

Sarney relatou, durante a entrevista, que há alguns anos em um seminário da França chegou-se à conclusão que não há meios de se melhorar os livros. O que se pode fazer, disse o presidente do Senado, é tão somente criar formas de tornar os livros mais bonitos, confeccioná-los com papel de melhor qualidade, usar moderníssimas tecnologias de impressão. "Mas, na realidade, a praticidade que o livro oferece para ser lido não tem como ser superada. Primeiro, ele não precisa fonte de energia alguma e nem de ser ligado a tomada, cai e não quebra, e também não necessita substituição de peça... É muito mais fácil de ser manuseado, você viaja com ele e o abre onde quiser, dentro de um ônibus, de um avião, em casa deitado, no banheiro, em qualquer lugar você tem essa facilidade, isso desde a época que foi inventado".

Para usufruir o que um livro proporciona não é necessária habilidade alguma adicional, somente precisa de uma coisa que todo mundo deve aprender e que é a base da educação: saber ler, disse o presidente do Senado. "Por tudo isso eu acredito que nós não devemos ter receio de que em algum momento o livro tradicional possa desaparecer e ser substituído pelas novas tecnologias", afirmou. José Sarney disse que como qualquer novidade que surja no mercado, o livro eletrônico suscita curiosidade. "Eu mesmo tenho um, não tive nenhum gosto, ao contrário, foi dinheiro jogado fora. Não me serve para nada", lastimou.

De acordo com o presidente do Senado, o livro tradicional tem a capacidade de gerar, naquele que realmente sente prazer com a leitura, o gosto táctil do seu manuseio. "Com o hábito de ler é criada uma espécie de relação entre o livro e o leitor, uma certa individualização entre aquele exemplar e o seu dono, que não se observa com aparelho eletrônico algum", explicou. Ademais, disse Sarney, por meio das diversas edições de um livro é possível ter uma visão do progresso da humanidade. "Por tudo isso eu creio que o livro jamais desaparecerá. Ele é um amigo que Deus me deu desde quando nasci - um amigo que acompanha em todos os momentos - que me dá condições de consultá-lo a qualquer momento, de estar sempre ao meu lado, de tomar seus conselhos. Para mim, o livro realmente é uma descoberta excepcional e que será sempre insubstituível", avaliou Sarney

O Senado e a formação de leitores

José Sarney também discorreu, durante a entrevista, sobre a política editorial do Senado Federal de resgatar importantes obras da cultura brasileira, muitas delas já esquecidas pelos leitores brasileiros. "É um trabalho executado pela Gráfica do Senado", ressaltou. Sarney relatou que a Gráfica do Senado foi criada no tempo do senador Auro de Moura Andrade, para dar sustentação à publicação dos atos oficiais do Senado e do Congresso Nacional. Naquela época, o diário de todo o Poder Legislativo era mandado publicar na Imprensa Nacional, que às vezes retardava algumas edições. "Criou-se certo atrito e para independência dos poderes se tornar efetivo, porque a publicidade de todos atos é obrigatória, foi criada a Gráfica do Senado", rememorou. Como a capacidade de produção ficava ociosa em determinados dias e épocas do ano, nasceu a idéia de aproveitá-la com outras produções. "Começamos com publicações técnicas, e depois, com a criação de um Conselho Editorial, tivemos a oportunidade de resgatar a história do parlamento brasileiro. Sabemos que muitas desses livros não são de interesse do mercado editorial e dessa forma muitas dessas obras já estavam fora de circulação. "Embora desatualizadas, elas representam um marco importante para a formação cultural do Brasil", afirmou.

Graças à produção da Gráfica do Senado já foram editados mais de mil livros. "Alguns desses são obras raras como as Ordenações Afonsinas", ressaltou. Tal compilação, que surgiu no século XV, sob o reinado de João I, constituiu a base do direito português até a promulgação dos sucessivos códigos do século XIX. Algumas de suas disposições tiveram vigência no Brasil até o surgimento do Código Civil de 1916. "Essa obra nunca tinha sido publicada no Brasil, e hoje seus exemplares, publicados aqui no Senado, são disputadas pelos advogados com uma raridade bibliográfica", afirmou.

Mas, o gosto pela leitura não é despertado apenas pela apreciação de obras raras, pelos avanços da tecnologia e nem somente por políticas públicas. Para Sarney, é uma tarefa de todos que devem cultivar o hábito de ler e incentivar os mais jovens o gosto pela leitura. Segundo o presidente do Senado, há uma tendência no Brasil de acreditar que com somente as leis é possível se resolver os problemas, tal como a falta do hábito de ler entre a população. "Eu mesmo sou autor de um projeto para difundir o gosto pela leitura e de várias outras iniciativas, entre as quais a criação de um fundo de incentivo para as editoras, que, contudo não prosperou. Posso dizer que não por causa do poder publico, mas sim porque as empresas privadas e as editoras nunca conseguiram se organizar e promover ações efetivas para a difusão da leitura", argumentou. Para José Sarney, entretanto, o poder público deve insistir na tentativa de difundir o hábito da leitura: "Nós devíamos ter um fundo estatal que pudesse juntar a esse fundo privado, e que fossem feitas campanhas específicas para popularizar a leitura em nosso país".

Segundo o presidente, concomitantemente com a disseminação do hábito da leitura é possível melhorar o nível de educação de um povo. "Eu não acredito que país algum possa ser uma potência, política, econômica ou militar se não for uma potência cultural. Os Estados Unidos, por exemplo, têm como terceiro item de exportação a cultura, que faz parte de seu poderio e de seu desempenho tecnológico. Já ouvi dizer que o Bill Gates da Microsoft confessou que começou toda sua fortuna lendo um livro.


Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado

Correndo atrás do prejuízo


O prefeito de Duque Bacelar Flávio Furtado,PPS(foto) está correndo lacuxia na campanha eleitoral para que o seu candidato a deputado estadual Carlos Filho, seja o mais votado no município, nesta eleição que se avizinha. O mandatário que está em seu primeiro mandato, tem visto nos últimos dias o povo bacelarense gritar, “Graça Paz 12121 “, nos quatro canto do município.
A deputada Estadual Graça Paz, está sendo apoiado no município, pela a oposição liderada por Rildo Aguiar, seu irmão Zé Júnior e demais militantes pedetistas e de outras siglas partidária anti-Frávio.
O prefeito tem que mostrar votos para Carlos Filhos, o seu candidato a deputado Estadual. Flávio Furtado quer se saí bem com a Governadora Roseana Sarney tentando amenizar a situação, querendo ser o responsável pelos votos que a mesma tiver no município, como sendo dele, mas não cola. Roseana independente De Flávio, já vinha tendo uma boa votação na dobradinha Bacelar (estadual ) Pedro Novais (Federal) apoiado pelo o ex-prefeito Chico Burlamaque, durante vários anos. Dr. Chico continua aliado e trabalhando em prol da reeleição da Governadora Roseana Sarney em Duque Bacelar .

Na base.


O vereador Antonio Alves de Andrade, (Toinho da Emater )ex-presidente da Câmara, ater que em fim ,tomou uma posição política e saiu de cima do muro,em que estava trepado desde que foi reeleito em 2008.
Toinho da Emater como é conhecido teve o seu primeiro cargo eletivo,( de vereador) em 1988,exercendo o mandato de 1989-1992. Eleito no palanque do então líder político Raimundo Guanabara, que tinha como candidato a prefeito Waltenir Lopes, Toinho da Emater, era seu fiel aliado.
Com o término da era Guanabara, na prefeitura, em 1997, Antonio Andrade cai nos braços dos Bacelar, onde passou 12 anos.
Desde que assumiu o 6° mandato de vereador com a perca do mandato de seu prefeito e candidato a reeleição Magno Bacelar, Toinho ainda não tinha se definido com muita clareza de que lado estava politicamente; agora segundo informações; o vereador está na base aliada do prefeito Soliney Silva. Acreditamos que o edil diga aos seus eleitores, oficialmente, a noticia.
Segundo uma fonte, o parlamentar estava se sentindo abandonado pelo o casal, Márcia e Antonio Bacelar, de quem o vereador foi um fiel aliado. Na arte de abandonar aliados, eles sabem muito bem.
Esta foto, em São Luis, no aniversário de Soliney Filho, mostra o parlamentar não muito à vontade, mas já bastante entrosado no ninho tucano. Pra começo, está indo bem.

Detalhes




O prefeito de coelho Neto, Soliney Silva, recebeu na manhã de hoje, 18 de agosto em sua residência no Bairro do artão, na sede do município, um dos coordenadores da campanha da Governadora e candidata à reeleição Roseana Sarney, PMDB, para articular os últimos detalhes com relação à vinda da candidata à Coelho Neto, no próximo sábado.

O coordenador é o ex-prefeito de Buriti de Inácia Vaz, José Machado Vilar que está em Coelho Neto, desde ontem, preparando junto com o prefeito e a primeira dama Suely Silva, e todo o grupo político do mandatário, a estada da Governadora Roseana Sarney por aqui.
Pela a manhã, de hoje, 18/08/ o prefeito Soliney Silva falou com exclusividade ao portal Leste Maranhense, ladeado pelo o coordenador da peemedebista, da satisfação de está coordenando a campanha de Roseana Sarney, no município.” Fui conclamado pelo a Governadora e pelo o presidente Sarney, a pedir votos, nem só em Coelho Neto, mas em todos os municípios que eu tenha influencia, “disse o prefeito Soliney Silva.
Soliney e Zé Vilar conversaram bastante sobre a passagem da Governadora em Coelho Neto. Depois saíram à procura de um Lugar estratégico para o helicóptero pousar no próximo sábado. Na oportunidade o prefeito mostrou a Zé Vilar, as principais obras que estão sendo executadas em parceria com o Governo do Estado, como a duplicação da MA034, no perímetro urbano.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

'Eu quero ajudar os necessitados. Inclusive minha família', diz Tiririca


Começou a propaganda eleitoral gratuita na TV e os candidatos dos mais diferentes tipos possíveis já começam a aparecer logo no primeiro dia em todo o Brasil. Entre os candidatos a deputado federal, por São Paulo, está o humorista Tiririca. Os vídeos dele estão entre os que mais chamam a atenção.

Suas tiradas fazem seus eleitores e não eleitores caírem na gargalhada. "Quero ser eleito deputado federal porque quero ajudar os mais necessitados, inclusive minha família", disse. "Se vocês não votarem em mim, eu vou morreeeeeeeeeer...", brincou o palhaço cearense que tenta pela primeira vez tornar-se político e ter uma cadeira na Câmara Federal.

Francisco Everaldo Oliveira Silva é o nome dele. A foto que vai aparecer é dele sem aquela peruca conhecida. É candidato pelo PR. Em campanha, o candidato critica a gestão dos "abestados" do Congresso com seu slogan "Vote no Tiririca, pior que tá não fica". O seu jingle é uma versão 2010 de 'Florentina, Florentina...". Nascido no Ceará, Tiririca conta com voto de nordestinos que moram em São Paulo e se identificam com sua trajetória de vida, como um exemplo de quem teve sucesso mesmo sem completar o ensino fundamental.

Roseana em Coelho Neto.

A governadora e candidata à reeleição Roseana Sarney, PMDB, estará em Coelho Neto, no próximo sábado dia 21 de agosto. A governadora vem ao município, em uma articulação do prefeito do município Soliney Silva, PSDB, que está de unhas e dentes na campanha da filha do presidente do Senado José Sarney.
Apesar de quase todas as correntes políticas coelho-netenses estarem apoiando Roseana, Soliney, é o comandante da campanha da peemedebista por aqui . A grande largada da campanha de Roseana, e dos candidatos do prefeito Soliney Silva, em Coelho Neto, será no sábado com a vinda da Governadora ao Município.
A vinda de Roseana Sarney, à Coelho Neto, no próximo sábado dia 21, servirá também para alavancar as campanhas dos irmãos Magno ( estadual ) e Antonio Bacelar(federal) no Município que ainda estão invisível.segundo uma fonte, para eles, a vinda da governadora, dá uma levantada na atrasada e melancólica campanha que ninguém ouve nem falar nas Ruas de Coelho Neto.

Sindicalista revela à Veja que Lula e o PT foram os responsáveis pelo caso Lunus que tirou Roseana da disputa pela presidência


DO BLOG DO JOHN CUTRIM

O sindicalista Wagner Cinchetto, em entrevista a revista Veja desta semana, confessa que trabalhando para o PT e sob as ordens do presidente Lula, foi o responsável pela descoberta do caso Lunus – operação da Polícia Federal – que recolheu na sede da empresa de Jorge Murad, marido de Roseana Sarney, a bolada de R$ 1,34 milhão em dinheiro vivo.

A reportagem, assinada pelos jornalistas Policarpo Junior e Otávio Cabral, fala sobre a atuação de um grupo de sindicalistas que produzia dossiês para a campanha do PT em 2002. Um de seus expoentes era Wagner Cinchetto, que concedeu declarações estarrecedoras à revista.

O senador José Sarney (PMDB) sempre acusou o tucano José Serra de estar metido na operação, e isso foi determinante na sua aliança com Lula — que era, na prática, o chefão do grupo que havia destruído a chance de a filha de Sarney se candidatar à Presidência.

Segundo Cinchetto, o objetivo era atingir todos os inimigos de Lula naquela ano e jogar a culpa nas costas de Serra. Em determinado trecho da entrevista, ele revela a participação do PT e de Lula na operação Lunus que tirou do páreo em 2002 a candidatura de Roseana Sarney à Presidência da República.

“Houve uma grande comemoração quando aconteceu. Aquela situação da Roseana caiu como uma luva. Ao mesmo tempo em que o PT se livrava de uma adversária de peso, agia para rachar a base aliada dos adversários… Até hoje todo mundo acha que os tucanos planejaram tudo. Mas o PT estava nessa”, disse.

Leiam abaixo a íntegra da entrevista:

Qual era o objetivo do grupo?

A idéia era atacar primeiro. Eu lembro do momento em que o Ciro Gomes começou a avançar nas pesquisas. Despontava como um dos favoritos. Decidimos, então, fazer um trabalho em cima dele, centrado em seu ponto mais fraco, que era o candidato a vice da sua chapa, o Paulinho da Força. Eu trabalhava para a CUT e já tinha feito um imenso dossiê sobre o deputado. Já tinha levantado documentos que mostravam desvios de dinheiro público, convênios ilegais assinados entre a Força Sindical e o governo e indícios de que ele tinha um patrimônio incompatível com sua renda. O dossiê era trabalho de profissional.

Os dossiês que vocês produziam serviam para quê?

Fotografamos até uma fazenda que o Paulinho comprou no interior de São Paulo, os documentos de cartório, a história verdadeira da transação. Foi preparada uma armadilha para “vender” o dossiê ao Paulinho e registrar o momento da compra, mas ele não caiu. Simultaneamente, ligávamos para o Ciro para ameaçá-lo, tentar desestabilizá-lo emocionalmente. O pessoal dizia que ele perderia o controle. Por fim, fizemos as denúncias chegarem à imprensa. A candidatura Ciro foi sendo minada aos poucos. O mais curioso é que ele achava que isso era coisa dos tucanos, do pessoal do Serra.

Isso também fazia parte do plano?

Como os documentos que a gente tinha vinham de processos internos do governo, a relação era mais ou menos óbvia. Também se dizia que o Ciro tirava votos do Serra. Portanto, a conclusão era lógica: o material vinha do governo, os tucanos seriam os mais interessados em detonar o Ciro, logo… No caso da invasão da Lunus, que fulminou a candidatura da Roseana, aconteceu a mesma coisa.

Vocês se envolveram no caso Lunus?

A Roseana saiu do páreo depois de urna operação sobre a qual até hoje existe muito mistério. Mas de uma coisa eu posso te dar certeza: o nosso grupo sabia da operação, sabia dos prováveis resultados, torcia por eles e interveio diretamente para que aparecessem no caso apenas as impressões digitais dos tucanos. Havia alguém do nosso grupo dentro da operação. Não sei quem era a pessoa, mas posso assegurar: soubemos que a candidatura da Roseana seria destruída com uns três dias de antecedência. Houve muita festa quando isso aconteceu.

Nunca se falou antes da participação do PT nesse caso…

O grupo sabia que o golpe final iria acontecer, e houve uma grande comemoração quando aconteceu. Aquela situação da Roseana caiu como uma luva. Ao mesmo tempo em que o PT se livrava de uma adversária de peso, agia para rachar a base aliada dos adversários… Até hoje todo mundo acha que os tucanos planejaram tudo. Mas o PT estava nessa.

Quem traçava essas estratégias?

O grupo era formado por pessoas que têm uma longa militância política. Todas com experiência nesse submundo sindical, principalmente dos bancários e metalúrgicos. Não havia um chefe propriamente dito. Quem dava a palavra final às vezes eram o Berzoini e o Luiz Marinho (atual prefeito de São Bernardo do Campo). Basicamente, nos reuníamos e discutíamos estratégias com a premissa de que era preciso sempre atacar antes.

O então candidato Lula sabia alguma coisa sobre a atividade de vocês?

Lula sabia de tudo e deu autorização para o trabalho. Talvez desconhecesse os detalhes, mas sabia do funcionamento do grupo. O Bargas funcionava como elo entre nós e o candidato. Eu ajudei a minar a campanha do Lula em 1989, com aquela história da Lurian. Eu e o Medeiros (Luiz Antônio de Medeiros, ex-dirigente da Força Sindical) trabalhávamos para o Collor e participamos da produção daquele depoimento fajuto da ex-namorada do Lula. O grupo se preparou para evitar que ações como aquelas pudessem se repetir – e fomos bem-sucedidos.

De onde vinham os recursos para financiar os dossiês?

Posso te responder, sem sombra de dúvida, que vinham do movimento sindical, principalmente da CUT. Se precisava de carro, tinha carro. Se precisava de viagem, tinha viagem. Se precisava deslocar… Não faltavam recursos para as operações. Quando eu precisava de dinheiro, entrava em contato com o Carlos Alberto Grana (ex-tesoureiro da CUT), o Bargas ou o Marinho.

Quem mais foi alvo do seu grupo?

O plano era gerar uma polarização entre o Serra e o Lula. Por isso se trabalhou intensamente para inviabilizar a candidatura do Garotinho, que também podia atrapalhar. Não sei se o documento do SNI que ligava o vice de Garotinho à ditadura saiu do nosso grupo, mas posso afirmar que a estratégia de potencializar a notícia foi executada. O Garotinho deixou de ser um estorvo. E teve o dossiê contra o próprio Serra. Um funcionário do Banco do Brasil nos entregou documentos de um empréstimo supostamente irregular que beneficiaria uma pessoa ligada ao tucano. Tudo isso foi divulgado com muito estardalhaço, sem que ninguém desconfiasse que o PT estava por trás.

Edivaldo Holanda (PTC) nega desavença com o ex-governador Jackson Lago


O deputado Edivaldo Holanda (PTC), líder da oposição na Assembléia Legislativa, negou nesta segunda-feira, 16, que tenha havido qualquer desentendimento com o candidato do PDT ao governo do Maranhão, Jackson Lago. A informação foi divulgada na coluna Bastidores deste último domingo, 15.

“Fui líder do governo Jackson, permaneci defendendo-o na Assembleia com a mesma ênfase do tempo em que estava à frente do governo”, explicou Holanda.

O presidente do diretório municipal do PTC, Aldir Teixeira e o vice-presidente municipal da sigla, Edmilson Jansen visitaram a redação de O Imparcial nesta segunda-feira para reafirmar ao apoio do PTC à candidatura do ex-governador Jackson Lago.

“Esse tipo de informação tem repercussão muito negativa. Estamos aqui oficialmente para dizer que a suposta desavença não existe”, disse Audir.

Para o candidato à reeleição, o deputado Edvaldo Holanda, a ruptura entre ele e Jackson não passa de especulação maldosa espalhada por alguns jornalistas.

“Tenho um carinho especial e respeito pela pessoa do Dr. Jackson. Não seria agora, nesse momento importante, que nós dois iríamos ter qualquer desentendimento”, acrescentou Holanda.

Roseana esconde que é Sarney, mas o povo não esquece”, diz Zé Reinaldo


O candidato a Senador pelo Maranhão, José Reinaldo Tavares (PSB), criticou a postura adotada pela governadora Roseana que retirou o nome Sarney do material de campanha. A supressão do sobrenome faz parte da estratégia de campanha do publicitário Duda Mendonça, que vê nele sinônimo de rejeição junto ao eleitorado maranhense. Para Zé Reinaldo, mesmo com a retirada do nome, a impressão de atraso no estado ocasionado pela família não é superada.

“Será que alguém tem vergonha do seu próprio sobrenome, do nome de sua família?”, questionou o ex-governador do Maranhão à platéia de Zé Doca durante comício realizado na cidade, no último final de semana. “Eu não tenho. O sobrenome da minha mãe é Carneiro e do meu pai é Tavares. E tenho orgulho deles”, enfatizou.

Nas propagandas da candidata do PMDB, ao lado do nome ‘Roseana’ aparece a palavra governadora com o número do partido. A idéia é não associar a imagem dela ao patriarca José Sarney, que representa a política oligárquica do estado dos últimos 40 anos e foi alvo de vários escândalos e denúncias recentemente.

“Roseana esconde que é Sarney, mas o povo não esquece. Ela está usando apenas o primeiro nome porque Sarney é visto como o causador do atraso no Maranhão. Mas ela é da família, filha dele e não pode fugir do nome dela”, considerou Zé Reinaldo.

Ainda no discurso, Zé Reinaldo defendeu a melhoria social no estado. Nas eleições de outubro, disse ser importante eleger quem tem compromisso de lutar pela população maranhense. “O retrato do Maranhão são as filas enfrentadas por quem quer receber benefícios, escolas que não funcionam e hospitais sem médicos. Vamos modificar isso elegendo uma pessoa que tenha compromisso com o povo, o Flávio Dino”, disse, defendendo a candidatura a governador do estado.

Esforço multimídia para envolver cidadão no processo eleitoral


A Secretaria Especial de Comunicação Social do Senado lança, no dia 24 de agosto, campanha de conscientização sobre a importância do voto para o Legislativo. O objetivo é aproximar o cidadão do trabalho feito no Congresso Nacional, em especial, pelo Senado Federal. A campanha, inédita no Brasil, foi idealizada e produzida pela própria Secretaria de Comunicação, sem a contratação de agências de publicidade.

Aprovada pelo presidente da Casa, José Sarney, a iniciativa pretende, por meio de veículos multimídia, difundir a importância das eleições e ampliar o número de votos válidos.

No ofício em que pediu autorização ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, para a divulgação das peças promocionais, Sarney afirma que a campanha se funda na necessidade de envolver o cidadão no processo eleitoral e legislativo. "Principalmente, levando-se em conta o elevado índice de abstenção e de votos inválidos para o cargo de senador na última eleição de 2006", disse José Sarney.

A decisão do ministro Lewandowski, ao autorizar a campanha, contou com parecer favorável da Assessoria Especial da Presidência do TSE que entendeu não ter a iniciativa do presidente Sarney intenção eleitoreira. "Ademais, a referida campanha irá reforçar aquelas em veiculação, promovidas por esta Justiça, na nobre tarefa de educar e orientar o cidadão para o voto consciente", avaliou Lewandowski.

Para o presidente do TSE, a campanha irá promover a conscientização da relevância de votar nas eleições e "não se configura em publicidade institucional", o que é proibido em época eleitoral.

A campanha

O mote da campanha é reforçar no eleitor a idéia de que é no Senado Federal e na Câmara dos Deputados que são feitas as leis que regem a vida do Brasil e dos brasileiros. Para Elga Lopes, coordenadora do projeto, as peculiaridades dos mandatos dos senadores não facilitam a interatividade com o eleitor: "apesar de ser majoritário, no mandato de senador, não há a agenda de ações e obras típicas do Poder Executivo, e também não dispõe de nichos eleitorais circunscritos a uma determinada região, como acontece normalmente com os deputados", observa Elga. Ela ressalta ainda que o mandato do Senado tem outra característica peculiar: é o único com oito anos de duração.


Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado