Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

sábado, 11 de março de 2017

Deputado Fábio Braga destaca a luta da mulher no seu Dia Internacional


“Estou sempre ao lado das causas que dizem respeito à mulher, porque sei da sua importância no contexto social e afetivo, e sei que ela merece e precisa avançar cada vez mais, porque só assim, haveremos de construir uma nação mais forte, mais verdadeira, mais humana e mais solidária, já que a mulher sintetiza todas essas aspirações humanas.

Com esta declaração, o deputado Fábio Braga – Solidariedade/MA, marcou sua homenagem à mulher maranhense, da tribuna da Assembleia, nesta quina feira, dia 9, no Dia Internacional da Mulher, e fez uma menção toda especial a bancada feminina que representa o povo maranhense com muita competência na Casa Legislativa e não deixou de se congratular, também, com as mulheres da sua querida Vargem Grande.

O parlamentar reconheceu no oito de março “uma data que sempre nos convoca a fazer uma reflexão sobre o papel da mulher na sociedade e na vida de cada um de nós, porque mesmo que ela seja reverenciada como de fato é por todos e em todos os momentos; mesmo que tenham sido criadas leis e outros mecanismos de proteção e de oportunidades visando seu crescimento, na prática à violência contra ela permanece, e em várias situações até aumentou - constatou.

Fábio Braga reconheceu, também, que ela “ segue menos valorizada no mercado de trabalho quando disputa espaços com o homem, e ainda está subrepresentada nas casas legislativas do país, embora seja mais da metade do eleitorado nacional, e a despeito de existir até leis criando cotas mínimas de representação no processo político – aduziu.

Mas, ponderou que não concordava com aqueles que acham que nada se tinha a comemorar nesse dia, porque “seria fechar os olhos às conquistas que a mulher logrou alcançar nas últimas décadas, sempre com muita luta e perseverança, principalmente num país como o nosso, que ainda preserva fortes resquícios de preconceito e de machismo, doenças que se refletem na continuidade da violência.

E concluiu sua fala lembrando que apesar de todos os percalços; de todas as contradições e de todas as dificuldades que a mulher enfrenta na sociedade brasileira, havia tido avanço sim. Não fosse isso – constatou, “ela não representaria mais de 55% dos estudantes universitários brasileiros, para ficar só nesse exemplo. Quero deixar um grande abraço a todas as mulheres trabalhadoras, que desenvolvem o Maranhão, que fazem desse Estado, um estado cada vez mais desenvolvido - arrematou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário